Deputado André Fernandes fez propaganda de atos que resultaram em terrorismo em Brasília - Revista Camocim

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!
Clique na imagem

Contato: (88)9 9937-1998

Contato: (88)9 9937-1998

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







segunda-feira, 9 de janeiro de 2023

Deputado André Fernandes fez propaganda de atos que resultaram em terrorismo em Brasília



O deputado federal eleito pelo Ceará, André Fernandes (PL), ajudou a mobilizar, na última sexta-feira (6), a ida de aliados para um “ato contra o governo Lula" em Brasília. O evento terminou virando um ato terrorista com a invasão e depredação das sedes do Legislativo, do Executivo e do Judiciário.


"Neste final de semana acontecerá, na Praça dos Três Poderes, o primeiro ato contra o governo Lula. Estaremos lá", escreveu André Fernandes na sua conta do Twitter.





Após a invasão do Supremo Tribunal Federal (STF), o cearense publicou a foto de uma porta da instituição com uma placa indicando o nome de Alexandre de Moraes, ministro da Corte e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Fernandes ainda escreveu: "Quem rir vai preso".


O deputado federal eleito pelo Ceará apagou a mensagem e mudou a identificação no Twitter.


SURPREENDIDO


Procurado pela reportagem, o parlamentar disse que foi supreendido com os atos terroristas. "Não fazia a menor ideia do que algumas daquelas pessoas estavam planejando", disse. O deputado, no entanto, não explicou o porquê de ter publicado a imagem da porta depredada mesmo após a invasão e os atos de vandalismo.


Ele disse ainda que por "motivos pessoais" não esteve presente em Brasília no domingo e que "só tomou conhecimento da baderna através da própria imprensa".


O deputado eleito acrescentou que "não apoia atos terroristas e já escreveu uma nota repudiando os atos".


Diário do Nordeste