Martinópole: Dione Smith ataca e João Sampaio alopra ao mentir descaradamente na Mesa da Presidência da Câmara. - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos






Para mais mais informações, clique na imagem





terça-feira, 29 de março de 2022

Martinópole: Dione Smith ataca e João Sampaio alopra ao mentir descaradamente na Mesa da Presidência da Câmara.



O presidente da Câmara de Vereadores de Martinópole, João Sampaio, mentiu descaradamente na durante Sessão Plenária da Câmara Municipal ao afirmar que o suplente de vereador Dione Smith nunca apresentou um Requerimento em benefício da população de Martinópole e nunca utilizou a Tribuna da Câmara para defender o povo.


Dione apresentou na Câmara, no dia 9 de junho do ano passado [2021], um requerimento destinado  ao deputado federal Heitor Freire, solicitando emenda parlamentar para Martinópole. Inclusive o pedido foi atendido. Recentemente o federal destinou R$ 500 mil para o município. Veja AQUI .


Smith também apresentou Requerimento solicitando a realização de um curso de condutores de veículos de emergência (CVE). O pleito também foi atendido. Veja AQUI.


Das 04 [quatro] sessões que o suplente participou, a Tribuna da Câmara foi utilizada 3[três] vezes por ele em prol da população. Numa destas, o edil aproveitou a presença do deputado estadual Sérgio Aguiar [para dar uma bajulada] e cobrou emendas parlamentares para Martinópole  AQUI  


Motivos das mentiras do presidente João Sampaio?  Ora, Dione tem tecido criticas ao parlamento municipal. Primeiro, se posicionou a favor do reajuste salarial pleiteado pelos professores, para não ser aprovado na Câmara abaixo da média nacional. Em seguida, publicamente, repudiou os ataques aos professores, feitos pelo presidente João Sampaio e pelo vereador Nílson Júnior, que chamaram os educadores "de analfabetos e jumentos".  AQUI 


Um pouco mais adiante, Dione Esmith, em rede social, disse que os vereadores de Martinópole "estavam de férias". Em outras palavras, o suplente alfinetou: afirmou que os edis não estavam trabalhando como deveriam.


O presidente, irritado, além de ter disparado duas mentiras na Tribuna do Parlamento, ainda teve a cara de pau de pedir ao suplente uma retratação pública na rede social Facebook. 


Dione pediu ao Presidente, por ofício, o direito de usar a Tribuna da Câmara para se defender. Pergunto: terá o Sampaio coragem de conceder esse direito ao ofendido? 


Alfinetada


Não precisa gastar neurônios para entender que o presidente da Câmara é quem necessita pedir desculpas, não ao Dione Smith, mas aos Martinopolenses. Primeiro por desrespeitar os professores e segundo por mentir descaradamente de forma vingativa, em benefício próprio, utilizando a Câmara como refém e instrumento de uso pessoal.


O Dione Smith não é um paladino — apoia o governo de um prefeito marionete, um deputado estadual irresponsável e faz parte de um grupo cujo líder tem um histórico de desserviço público — mas, neste caso, errado ele não está!


No mais, essa briga entre os dois também reflete a falta de liderança no grupo de situação. Um povo maluco! 


Carlos Jardel