Policial militar é morto a tiros a caminho do trabalho, em Fortaleza - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 3 de abril de 2024

Policial militar é morto a tiros a caminho do trabalho, em Fortaleza



Um policial militar foi assassinado a tiros, na manhã desta quarta-feira (3), no bairro Parque Santa Rosa, em Fortaleza, enquanto seguia, de motocicleta, para o trabalho. Informações preliminares apontam que o militar teria reagido à ação dos criminosos e foi atingido na veia femoral.


O Diário do Nordeste apurou que o caso aconteceu por volta de 5h30min, no cruzamento entre as ruas Tulipa Negra e Francisco Batista da Silva, e a vítima estaria à paisana.


Os criminosos não levaram pertences da vítima, identificada como Carlos Antônio de Sousa, 45, terceiro sargento da Companhia de Policiamento com Cães (CPCães) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da Polícia Militar. A arma do militar foi encontrada ao lado do corpo.


A região foi isolada e houve reforço de policiamento. Informações sobre velório e sepultamento ainda não foram divulgadas.


INVESTIGAÇÃO


A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as polícias Civil e Militar fazem diligências ininterruptas para identificar a autoria do homicídio. "Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa [DHPP] e da Perícia Forense do Ceará [Pefoce] foram acionadas e colheram indícios que subsidiarão os trabalhos policiais. As investigações estão a cargo da 11ª delegacia do DHPP, unidade responsável pela investigação de crimes contra servidores da segurança pública do Estado", disse a pasta.


Em nota, a Polícia Militar também lamentou a morte do oficial, se solidarizou com "a dor dos familiares e amigos" e colocou o aparato da instituição à disposição.


No local do crime, a equipe da Verdinha apurou ainda que os criminosos, bem como a motocicleta utilizada por eles na ação, já teriam sido identificados, mas não oficialmente. Os dois suspeitos seriam de uma facção cearense.


CARREIRA


Segundo a SSPDS, Carlos Antônio ingressou na Polícia Militar no dia 10 de setembro de 2007. Atualmente, ele estava lotado na 4 ª Companhia de Policiamento com Cães (CPCães), pertencente ao Comando de Policiamento de Choque (CPChoque) da Polícia Militar. 


Diário do Nordeste