Todas as cidades do CE estão sob aviso de chuvas intensas até terça-feira (20), aponta Inmet - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Todas as cidades do CE estão sob aviso de chuvas intensas até terça-feira (20), aponta Inmet


 


A segunda quinzena de fevereiro tem mostrado uma intensificação das chuvas em todo o Ceará. Entre esta segunda e a próxima terça-feira (20), as precipitações devem ser “intensas” no Estado, associadas a rajadas de vento de até 100 km/h.


A previsão consta em novo aviso meteorológico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), emitido na manhã de hoje (19) e válido para todas as cidades cearenses.


O aviso laranja classifica a situação como de “perigo”, já que há possibilidade de chuvas de até 100 milímetros durante o dia nos municípios. O volume deve se associar, ainda, a ventos intensos, com velocidade entre 60 e 100 km/h.


Quando há aviso de “perigo” causado pelas condições meteorológicas, existe risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.


Para se proteger nesses cenários, a população deve ficar atenta às recomendações do Inmet:


  • Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, ao haver leve risco de queda e descargas elétricas; 

  • Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;
  • Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.


Previsão do tempo para o Ceará

A previsão é de que as chuvas continuem no Estado pelos próximos três dias. De acordo com Vinicius Oliveira, meteorologista da Funceme, as precipitações seguem de moderadas a fortes em todo o Ceará ao longo desta segunda-feira (19).


"Para terça (20) e quarta-feira (21), a mesma tendência: chuva em todas as macrorregiões. As maiores intensidades devem ocorrer no litoral e na Região do Cariri", destaca o especialista.


Diário do Nordeste