Início do Alistamento Militar 2024. - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sábado, 13 de janeiro de 2024

Início do Alistamento Militar 2024.

Comunicado da Junta de Serviço Militar de Camocim


A 26ª Junta de Serviço Militar de Camocim comunica aos cidadãos deste município que está em plena atividade de alistamento militar.


Todo brasileiro do sexo masculino, nascido em 2006, no ano em que completar 18 anos, deverá apresentar-se ate o dia 30 de junho de 2024 a uma junta de alistamento militar e fazer seu alistamento.


Lembramos que o alistamento militar é obrigatório a todos os brasileiros do sexo masculino. Quem não estiver em dia com o serviço militar não poderá:


  1. Obter passaporte ou prorrogação de sua validade;
  2.   Ingressar como funcionário, empregado ou associado em instituição, empresa ou associação oficial cuja existência, ou funcionamento dependa de autorização, ou reconhecimento do Governo Federal, estadual, dos territórios ou municipal;
  3. Assinar contratos com o governo federal, estadual ou municipal.
  4. Prestar exames ou matricular-se em qualquer estabelecimento de ensino;
  5. Obter carteira profissional, registro de diploma de profissões liberais, matrícula ou inscrição para o exercício de qualquer função e licença de indústria e profissão;
  6. Inscrever-se em concurso para provimento de cargo publico;
  7. Exercer, a qualquer título, sem distinção de categoria ou forma de pagamento, qualquer função pública ou cargo publico, eletivos ou de nomeação.
  8. Receber qualquer premio ou favor do governo federal, estadual ou municipal.

As autoridades ou os responsáveis pelas repartições incumbidas da fiscalização do exercício profissional não poderão conceder carteira profissional, nem registrar diplomas de profissões liberais a brasileiros, sem que estes apresentem, previamente, prova de que estão em dias com suas obrigações militares, obedecido ao disposto no art. 210 e seu parágrafo único, do regulamento da lei do serviço militar.