Câmara de Tianguá vota cassação do prefeito afastado Luiz Menezes - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 4 de janeiro de 2024

Câmara de Tianguá vota cassação do prefeito afastado Luiz Menezes



A Câmara Municipal de Tianguá, o maior município da região da Ibiapaba, tem uma reunião marcada para o início da manhã desta quinta-feira (4). O objetivo da reunião dos parlamentares é votar um processo de cassação contra o prefeito afastado Luiz Menezes (PSD).

O gestor está afastado do cargo por determinação judicial desde o fim do mês de outubro. Na ocasião, o Tribunal de Justiça do Ceará entendeu que o prefeito estava ausente das funções há mais de 15 dias e ordenou a posse do vice-prefeito da cidade, Alex Nunes, na função de chefia do Executivo.

No município, desde o início do ano passado, havia dúvidas na cidade sobre a capacidade de gestão do prefeito, que tinha 77 anos na época, devido a graves problemas de saúde. Vereadores de oposição e servidores municipais reclamavam da constante ausência do gestor.

Desde setembro do ano passado, a relação entre os vereadores e o prefeito sofreu forte turbulência, e o parlamento acabou aprovando comissões processantes para investigar o gestor.

Nesta quinta-feira (4), os vereadores estão convocados para votar o processo. Em contato com esta coluna, o vereador Zé Leôncio informa que a comissão processante concluiu a investigação que concedeu o direito de defesa ao prefeito.

“A primeira sessão do ano, então, é destinada a julgar esse relatório final. Os vereadores vão se manifestar se acatam ou não. O relatório é claro, e resolveremos essa situação”, diz o parlamentar.

Diário do Nordeste.