Aliados apostam que sucessão em Sobral poderá reaproximar os irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

Aliados apostam que sucessão em Sobral poderá reaproximar os irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes


O senador Cid Gomes está recebendo uma verdadeira romaria de lideranças políticas, principalmente do Interior do Estado, em busca de abrigo partidário para as eleições deste ano. Ele vai se filiar ao PSB no próximo domingo, dia 4, e deve apresentar um grande número de prefeitos mostrar peso político na nova empreitada no partido, desta vez sem a companhia do irmão mais velho, Ciro Gomes, e de parte dos aliados de outrora. 


Por sinal, a relação entre os irmãos, rompida na pré-campanha ao governo do Estado em 2022, segue sem sinais de mudanças, mas, para alguns próximos, há uma luz no fim do túnel. A questão pode se resolver onde tudo começou: em Sobral, onde a família Ferreira Gomes mantém o poder desde 1996. 


Lá, o prefeito Ivo Gomes, um dos irmãos que está no olho do furacão, deverá conduzir uma sucessão que há tempos não deixava a população e as lideranças políticas da cidade tão intrigadas pela ausência de sinalização em relação aos nomes. 


Ivo, inclusive, diz a essa coluna que nos próximos dias vai conversar com o senador Cid Gomes sobre a sucessão na cidade natal da família. 


O rompimento, que operou em nível estadual, tem sido uma das pedras no caminho do grupo político em Sobral. Há uma incógnita em relação a posição de Ciro.  


A ida de Cid ao PSB resultará também na saída do irmão Ivo do PDT. Lia Gomes só não o fará (agora) por conta do risco de perda do mandato de deputada estadual. Ela, inclusive, é uma das autoras de uma ação judicial no TRE-CE, em que pede desfiliação. 


O conjunto de lideranças da cidade também acaba sendo afetado pelo impasse. Em Sobral, o presidente municipal do PDT é Leônidas Cristino, deputado federal em exercício, e muito próximo, historicamente, de Cid e Ciro Gomes. 


Aliados próximos dos irmãos na Cidade, em conversa com esta coluna, consideram que a sucessão em Sobral poderá reaproximar os caminhos dos irmãos.  


Embora reconheçam o distanciamento entre Ciro e Cid, eles consideram (ainda) improvável um racha na cidade, com os irmãos defendendo candidaturas diferentes. A conferir.


Diário do Nordeste