Policial Civil é morto a bala em Granja; suspeitos conduzidos à Delegacia - Revista Camocim

Clique na imagem para enviar o seu curriculum

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 18 de dezembro de 2023

Policial Civil é morto a bala em Granja; suspeitos conduzidos à Delegacia



Lamentavelmente a polícia registrou um homicídio a bala na cidade de Granja. O sinistro aconteceu por volta das 20h50 deste domingo, 17, no bairro Boca do Acre. Infelizmente a vítima foi um Inspetor da Polícia Civil do Estado do Ceará residente na cidade de Fortaleza, identificado como Glicélio Félix de Almeida, 41 anos. As primeiras informações dão conta que o policial estava de folga e sentado em uma praça falando ao celular quando um indivíduo se aproximou, conversou um pouco com ele e de repente efetuou vários disparos contra o policial. Na fuga, o bandido levou uma pistola Sig Sauer do agente. O sinistro assemelha-se a um crime de latrocínio, pois sua arma foi levada. Equipes policiais estão em diligência a procura do assassino. Granja registra 14 homicídios em 2023. 


Suspeitos conduzidos à Delegacia


Logo após o crime que vitimou fatalmente o Inspetor de Polícia Civil Glicélio Félix de Almeida, natural e residente m Fortaleza, foi montada uma operação policial à procura do assassino por toda cidade de Granja. Policiais militares do P.O.G. Raio, BEPI e Polícia Civil, iniciaram as buscas, sendo informados que minutos antes de ser executado, o policial estava falando com alguém no celular. O pm’s tiveram acesso ao celular da vítima e descobriram que momentos antes do sinistro, ele estava falando com uma mulher cuja identidade não foi divulgada.


Equipes da Polícia Militar conseguiram localizar a mulher e ela foi levada para a DRPC de Granja onde prestou depoimento negando qualquer tipo de envolvimento com o caso. Momentos depois um homem suspeito também foi localizado e levado para prestar depoimento na Delegacia. Foi aberto inquérito policial para apurar as circunstâncias do crime, bem como sua motivação. A polícia não descarta a hipótese de que ele tenha sido levado para o cheiro do queijo, tudo será apurado com rigor. Equipes policiais continuam em diligência a procura do assassino.

 Camocim Polícia 24h