Agente da PRF é condenado a 12 anos de prisão por matar comerciante a tiros em Paramoti - Revista Camocim

Se inscreva nosso canal no YouTube


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 7 de julho de 2023

Agente da PRF é condenado a 12 anos de prisão por matar comerciante a tiros em Paramoti


Um inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi condenado a 12 anos de prisão pela morte de um comerciante no município de Paramoti, no interior do estado. Alisson FRancelino Primo foi condenado na última quarta-feira (5) e havia sido denunciado pelo Ministério Público do Estado.


O crime foi cometido em julho de 2010, na zona rural de Paramoti. Na ocasião, o comerciante Francisco Benedito Barbosa Gama, conhecido como Bené, foi morto a tiros quando chegava em sua propriedade ao lado de um amigo.


A vítima foi atingida e morreu já em uma unidade de saúde. Seu amigo conseguiu fugir e não ficou ferido.


De acordo com que foi apurado pelo Ministério Público, os disparos foram efetuados pelo agente da PRF que estava em um carro na companhia da namorado. A defesa do agente alegou que o réu imaginou ser alvo de um assalto.


Ceará News 7