Pedetista, líder de Elmano elogia desempenho em pesquisa, mas vê "alerta amarelo" para Sarto - Revista Camocim


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 8 de junho de 2023

Pedetista, líder de Elmano elogia desempenho em pesquisa, mas vê "alerta amarelo" para Sarto


Líder do Governo de Elmano de Freitas (PT) na Assembleia Legislativa (Alece), Romeu Aldigueri (PDT) mostrou entusiasmo com a avaliação do Governo estadual na pesquisa Datafolha divulgada com exclusividade pelo O POVO. Correligionário do prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), ele avaliou que os números são um “alerta amarelo” para mudanças na gestão municipal.


“Avaliação extremamente positiva, estamos ainda no começo da gestão, o governador aprovado por 64%, extremamente positiva, superior ao prefeito da Capital. Se a pesquisa fosse feita em todo o Estado, cresceria a aprovação e seria maior”, ressaltou. Ele defendeu que o governo está no "caminho certo” . “Continuamos em um governo super bem exitoso como no governo Camilo/Izolda e agora com a parceria do governo federal, o Ceará vai crescer ainda mais.


Quanto ao seu colega de partido, Aldigueri destacou que o desempenho mostraria a necessidade de mudanças de conduta da gestão. “É uma luz amarela que se acende que demonstra que há a necessidade de um rearranjo de uma nova conduta. A pesquisa deve ser entendida e avaliada pela gestão e que ela procure melhorar, identifique onde está errando e possa melhorar”, disse ainda.


A pesquisa Datafolha sobre avaliação da gestão do prefeito Sarto foi divulgada na segunda-feira, 6, e mostrou que 42% da população avalia como regular o mandato do mandatário. 39% disse que a gestão é ruim/ péssima, enquanto apenas 16% colocaram a gestão como boa. Já Elmano teve a mesma porcentagem de avaliações regulares na casa dos 42%, 22% de ruim/péssimo e 30% de ótimo/bom.


Na Assembleia, o desempenho de Sarto foi com tom crítico. Ex-vereadora e hoje deputada, Larissa Gaspar (PT) afirmou que os números “demonstram a insatisfação da maior parte da população de Fortaleza” . Ela destacou desafios na área do transporte, habitação e na saúde, além do desgaste da gestão com a implementação da Taxa do Lixo. “Você tem graves comprometimentos em políticas que são fundamentais ,que são estruturantes, e a população tá vendo isso, a cidade está muito mal cuidada e mal iluminada com muitos pontos de lixo”, disse.


Também ex-opositor de Sarto na Câmara Municipal (CMFor), Sargento Reginauro (União Brasil) relembra o quadro da eleição de 2020, quando o pedetista foi eleito com 51,69%, contra 48,31% de seu opositor Capitão Wagner (União Brasil), que deve voltar a se candidatar. “Praticamente metade da população não aprovou esse projeto político para Fortaleza foi uma votação apertada. O prefeito ganhou com uma margem muito pequena e ele está refletindo sobre a taxa do lixo que tornou ainda pior”, ressaltou.


E segue: “Isso tudo está sendo mostrado na opinião da população de Fortaleza que certamente aponta e sinaliza que quer uma mudança de rumos, de forma de pensar e administrar essa cidade”.


Seu colega na ala da oposição, Carmelo Neto (PL), destaca que Elmano e Sarto tiveram avaliações similares na categoria regular. “Escandara que a população está cansada de governos medianos de governos que não correspondem às necessidades do Ceará nem de Fortaleza. A gente vai conseguir fortalecer um grupo político para entregar um resultado que as pessoas esperam”, ressaltou. Carmelo é cotado para ser candidato ao Paço Municipal ano que vem, mas teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O partido recorreu da decisão.


O POVO