Coronel que chefiava PM durante ataques em Brasília é preso - Revista Camocim

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!
Clique na imagem

Contato: (88)9 9937-1998

Contato: (88)9 9937-1998

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







quarta-feira, 11 de janeiro de 2023

Coronel que chefiava PM durante ataques em Brasília é preso

A prisão ocorreu após determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.


O ex-comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) coronel Fábio Augusto foi preso na tarde desta terça-feira (10). A prisão ocorreu após determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.


Ele era o responsável pela PMDF no domingo (8), quando ocorreram os ataques terroristas de bolsonaristas contra o Palácio do Planalto, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal.


A polícia e o governo do DF, que são responsáveis pela segurança dos prédios do governo federal e de outros poderes em Brasília, vêm recebendo duras críticas pela atuação durante os atos de vandalismo.


O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), foi afastado do cargo por Moraes. A Advocacia-Geral da União (AGU) pediu a prisão de Anderson Torres, e o ministro do STF Alexandre de Moraes determinou a prisão dele na tarde desta terça-feira (10). Torres era secretário de Segurança do DF no dia dos ataques. Ele foi ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro.


Sobre a Polícia Militar do DF, recaem suspeitas de conivência com os terroristas bolsonaristas.


Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um grupo de policiais que observa, sem reação, a invasão de bolsonaristas ao Congresso Nacional (veja no vídeo acima).


Ainda no domingo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a intervenção federal na segurança pública do DF. Com a medida, que já foi aprovada pela Câmara e pelo Senado, o governo federal ficou responsável pelo comando das polícias no Distrito Federal.


Na segunda (9), o interventor nomeado por Lula, Ricardo Cappelli, já havia retirado Fábio Augusto do comando da Polícia Militar do DF. Para o lugar dele foi nomeado o coronel Klepter Rosa Gonçalves.


g1