Pescador desaparecido: em nota, Secretaria da Segurança Pública do Estado explica porque o Ciopaer não participa das buscas - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 18 de novembro de 2022

Pescador desaparecido: em nota, Secretaria da Segurança Pública do Estado explica porque o Ciopaer não participa das buscas


A Nota da  Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social foi encaminhada à redação do Camocim Portal de Notícias com o objetivo de esclarecer acerca da não participação da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas - Ciopaer nos trabalhos que buscam encontrar o pescador camocinense desaparecido no mar desde o último sábado (12). O Portal publicou uma matéria destacando a ausência do Ciopaer.


Nota


A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) esclarece que a utilização das aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) em casos de busca e resgate de pessoas ocorre na faixa litorânea, em razão das limitações técnico-operacionais, bem como pela legislação a qual a missão da coordenadoria é norteada.


A Ciopaer tem, como seu mister, o apoio aéreo necessário às equipes de solo (Polícias Civil e Militar do Ceará e Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará), cumprindo normas administrativas e operacionais da SSPDS e também da legislação federal aplicável à espécie, bem como as normas emanadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).


A SSPDS pontua ainda que missões de busca de embarcações à deriva e homem em alto-mar são de responsabilidade da Força Naval (Salvamar). Em casos de missões envolvendo aeronaves, o trabalho é de responsabilidade da Força Aérea (Salvaero).


Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação Social - Ascom SSPDS