Elmano diz que vitória em 1º turno era 'impensável' e aponta diálogo com oposição no Ceará - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







terça-feira, 4 de outubro de 2022

Elmano diz que vitória em 1º turno era 'impensável' e aponta diálogo com oposição no Ceará

Eleito governador do Ceará neste domingo (2) com 54% dos votos válidos, Elmano de Freitas (PT) admitiu, em coletiva para a imprensa, à noite, que não esperava vencer em primeiro turno e que estava preparado para seguir a campanha.


"Ganhar no primeiro turno era impensável", afirmou o governador eleito, mesmo tendo "convicção grande" de que o projeto defendido pela coligação 'Ceará cada vez mais forte' era o "melhor para o Ceará".


Elmano também celebrou a vitória do ex-governador Camilo Santana (PT) ao Senado e agradeceu o apoio da governadora Izolda Cela (sem partido), que, de última hora, saiu em defesa do petista na propaganda eleitoral. "O nosso povo compreendeu as conquistas grandes do governo Camilo e Izolda", comentou.


No discurso para a militância, ele foi mais enfático sobre a influência de Camilo e Izolda em sua vitória:


Liderança não se faz com arrogância. Liderança se faz com exemplo, com trabalho, com humildade, com sentimento de coletivo. E eu tenho humildade de dizer: fui eleito governador para continuar e seguir em frente com o trabalho de Camilo de Sobreira Santana".
ELMANO DE FREITAS (PT)
Governador eleito do Ceará



DIÁLOGO


O novo gestor do executivo estadual diz que vai dialogar tanto com sua base de apoio como com seus opositores.


"Temos muita condição de dialogar com candidatos de base do nosso governo e ouvir, com muita tranquilidade, as sugestões da oposição. Temos que ter em mente que queremos o melhor para o povo do Ceará", garantiu.


O petista também acenou a pedetistas, sinalizando intenção em retomar a aliança rompida após o anúncio da candidatura do ex-prefeito da Capital, Roberto Cláudio (PDT), ao Governo. "Tenho excelente relação com os deputados do PDT. Temos divergências, como é natural na democracia, e é bom, desde que se dialogue e debata em alto nível". 


Como pautas prioritárias em seu mandato, ele destaca o protagonismo de mulheres, a expansão do ensino em tempo integral, a interiorização da saúde, o combate à fome e a geração de emprego e renda.


O político, aliás, disse que pretende manter a dinâmica de Camilo Santana, que, enquanto governador, fazia transmissões ao vivo semanais para dialogar com a população e ouvir setores econômicos.


EQUIPE DE GOVERNO


Elmano ressaltou ainda que somente agora, eleito, discutirá a formação da equipe de Governo. “Temos projeto, propostas para várias áreas. Mas as pessoas que vão comandar, vamos conversar".


APOIO A LULA


O governador eleito também inflamou sua militância para a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à presidência da República. 


"Se tinha alguém que pensava em descansar, esqueça. Na luta do povo ninguém descansa. É luta até eleger Lula presidente do Brasil. Nós já chegamos em primeiro no primeiro turno. E o Lula tirou uma votação extraordinária no Ceará. Mas a nossa missão é ter energia, disposição, calçar a sandália da humildade, conversar com cada cidadão e cidadã que não votou em Lula no primeiro turno e dizer que, para o Ceará ser três vezes mais forte, é votar 13 para Lula presidente do Brasil", declarou Elmano.


Diário do Nordeste