Prefeita de Camocim usa redes sociais da prefeitura para promover ilegalmente sua imagem e de aliados, denuncia Marcos Coelho - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos








segunda-feira, 8 de agosto de 2022

Prefeita de Camocim usa redes sociais da prefeitura para promover ilegalmente sua imagem e de aliados, denuncia Marcos Coelho



No primeiro discurso pós-recesso parlamentar, o vereador Marcos Coelho aproveitou a Tribuna da Câmara para criticar a utilização indevida das redes sociais oficiais da prefeitura para promover a imagem da prefeita Elizabeth Magalhães e de seus aliados políticos. 


O Instagram e Facebook da prefeitura de Camocim, alimentado com dinheiro pública, ostenta fotos da prefeita e seu esposo, da ex-prefeita Monica, do deputado estadual Sérgio Aguiar e de vereadores da base governista. Imagens sem relevâkncia  pública, postadas como se fosse em portais de moda e entretenimento ou páginas de uso pessoal. 


“Eu queria entender sinceramente por que as pessoas não aprendem que a Constituição da República diz que a publicidade oficial tem caráter especial mete educativo, e para promover os atos oficiais: falar sobre os programas de educação, saúde, infraestrutura, desenvolvimento social, cultura e arte, mas não exaltando as figuras públicas que dominam o poder e  seus aliados ou aliadas", alertou o líder da bancada de oposição.


“O nome disso é impropriedade. Há uma impropriedade: se usa os mecanismos públicos para promover pessoalmente alguém”, completou o vereador ponderando: é preciso ter  a convicção absoluta de  que esta forma de governar, a onde se usa o patrimonio púbico como trampolim para se promover pessoalmente, é absolutamente aética e ilegal”. 


Para o vereador, no mínimo, embora o dano já tenha sido causado, essas paginas, tem que ser retiradas.


Marcos Coelho lembrou ainda que em tempos passados protocolou denúncia ao Ministério Público  denunciando essa prática do governo Aguiar. Na época, a prefeitura teve que retirar as postagens.


Carlos Jardel