Monica Aguiar deixa candidatura de deputada federal e é lançada como suplente de senadora pelo PDT - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





terça-feira, 16 de agosto de 2022

Monica Aguiar deixa candidatura de deputada federal e é lançada como suplente de senadora pelo PDT



A ex-prefeita de Camocim, Monica Aguiar [foto acima] desistiu da candidatura ao congresso federal e registrou  seu nome para concorrer ao Senado Federal pelo PDT na suplência da enfermeira Ana Paula [foto abaixo]. 




A outra Suplente da chapa é Diana Carvalho [foto abaixo ao lado de Monica]

Tudo indica que a candidatura do empresário Amarildo Macedo ao Senado, pelo PSDB, fracassou diante do Tribunal Superior Eleitoral - TSE, que barrou a manobra de Tasso Jereissati, que tentou empurrar o partido para apoiar Roberto Cláudio, candidato ao governo do Ceará pelo PDT imposto por Ciro Gomes.


Entenda


Sob a presidência de Chiquinho Feitosa, o PSDB do Ceará optou pela neutralidade na campanha ao  governo do Ceará. Ou seja, nem Roberto Cláudio e nem Elmano. 


Tasso tentou passar por cima da decisão do partido para apoiar Roberto Cláudio e se aliar com Ciro Gomes. Manobrou com a presidência Nacional da sigla, destituiu Feitosa da presidência Cearense, e lançou Amarildo ao Senado e declarou apoio ao projeto de Ciro. 


A questão fui judicializada e Tasso perdeu! O TSE devolveu Chiquinho Feitosa ao cargo de presidente do PSDB do Ceará e manteve a decisão pela neutralidade. 


O PDT do Ceará resolveu então lançar candidatura própria ao Senado. 



Carlos Jardel