Desrespeito: sem justificativas, Prefeitura de Camocim retira quadrilha Sobral Junino do festival e a deixa com prejuízo financeiro - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





quarta-feira, 20 de julho de 2022

Desrespeito: sem justificativas, Prefeitura de Camocim retira quadrilha Sobral Junino do festival e a deixa com prejuízo financeiro

Secretaria da Cultura já havia confirmado a participação da quadrilha no dia 31



A prefeitura de Camocim, através da Secretaria da Cultura, retirou sem justificativas a quadrilha Sobral Junino da competição após ter confirmando sua participação no festival que se realizará nos dias 30 e 31 de julho. O grupo sobralense se apresentaria no domingo 31. 


Em nota o Sobral Junino informou que recebeu uma ligação da comissão do festival comunicando a decisão de que apenas três quadrilhas de outas cidades iriam se apresentar no tradicional chitão de Camocim.


"Ficou claro que a comissão coloca e tira quem eles bem querem. A Sobral Junino lamenta, pede desculpas para seus fãs que esperavam ver nossa apresentação", diz trecho da nota publicada em rede social. 


Prejuízo


A retirada inesperada da quadrilha junina de Sobral do festival de Camocim além de levantar fortes suspeitas de manipulação no resultado da competição, deixou o grupo sobralense no prejuízo financeiro, com despesa de ônibus. 


"Estou compartilhando essa situação para ficar claro que quando um grupo não pode ir a um determinado festival será punido, pois o festival também tem que ser punido quando fecha com o grupo e simplesmente depois cancela no outro dia", criticou um integrante da quadrilha sobralense. 


"Ai pergunto: já paguei ônibus, a empresa não vai me devolver, vou ficar no prejuízo. Quem vai me ressarcir? Ninguém, né."


Nota 

Repercussão 


Internautas aproveitaram a informação para criticar e questionar a organização do festival junino de Camocim. 










Carlos Jardel