"Cid pediu que, nesses momentos finais, o Ciro o representasse", diz presidente do PDT Ceará - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





segunda-feira, 11 de julho de 2022

"Cid pediu que, nesses momentos finais, o Ciro o representasse", diz presidente do PDT Ceará


A ausência do senador Cid Gomes das definições partidárias do PDT segue sendo foco de atenção em meio à crise que o partido enfrenta para definir que será candidato ou candidata ao Governo do Ceará em 2022. Desde maio, o ex-governador não tem dado declarações públicas nem participado de reuniões.


Nesta segunda-feira (11), deputados estaduais e federais da sigla estiveram reunidos com o vice-presidente nacional e pré-candidato a presidente, Ciro Gomes, e o presidente estadual, André Figueiredo, na sede do partido em Fortaleza.


Questionado sobre a ausência de Cid, o presidente estadual disse que o senador delegou ao irmão as trativas finais.


"Cid pediu que, nesses momentos finais, o Ciro o representasse. O Ciro tem trazido pra si, mesmo com a campanha federal, tem visto que o Ceará merece toda atenção. E ele, como o mais experiente desse grupo, que algum tempo faz do Ceará um exemplo, trouxe para si a responsabilidade", afirmou Figueiredo.

Ciro Gomes, ao deixar o local, não quis se pronunciar sobre a ausência de Cid. Na quarta-feira (7), após reunião com os quatro pré-candidatos ao Governo, o ex-ministro disse que a filha mais nova do senador estava se recuperando da Covid-19, e a família estava cumprindo isolamento.


CID NOS BASTIDORES


Tido com o principal articulador político do grupo, Cid teve o último evento público de estratégia de campanha no início de abril. quando conversou com deputados estaduais na Assembleia Legislativa.


Desde maio, quando a crise entre PDT e aliados se agravou diante de manifestações públicas de apoio aos pré-candidatos Izolda Cela e Roberto Cláudio e do desgaste provocado por declarações de Ciro, Cid tem se mantido reservado. Nos bastidores, especula-se encontros pontuais com lideranças como o ex-governador Camilo Santana.


A ausência tem sido sentida por aliados. O deputado estadual Salmito Filho usou as redes sociais nesta segunda-feira para defender o líder.


"Desejo que o nosso grupo possa ouvir o nosso líder senador Cid e possa seguir unido, mesmo nas divergências democráticas que devem ser respeitosas, construindo as melhores oportunidades para a nossa população", escreveu.


*Com informações da repórter Luana Barros.


Diário do Nordeste