Vereador Dr.Ronny confirma a falta de esparadrapo no hospital de Barroquinha e acha normal que o paciente compre. - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





segunda-feira, 6 de junho de 2022

Vereador Dr.Ronny confirma a falta de esparadrapo no hospital de Barroquinha e acha normal que o paciente compre.

Se você tiver alergia e precisar fazer um curativo, não dê sua viagem perdida ao hospital de Barroquinha



Tudo começou após passar a circular nas redes sociais a informação de que um paciente precisou realizar um curativo e não conseguiu por falta de esparadrapo anti-alérgico no hospital de Barroquinha. Um Técnico de Saúde receitou ao paciente a compra do produto e tal receita passou a ser divulgada.


O ex-procurador do Município, Dr. Rildo Veras, se manifestou sobre o assunto, relatando o ocorrido e emitiu críticas ao governo municipal. Porém, quem se doeu, no lugar do prefeito e do Secretário da Saúde, foi o vereador Dr.Ronny, da bancada do Governo, que nada justificou em seu "textão de rede social", a não ser confirmar que no Hospital Municipal não tem esparadrapo anti-alérgico. 


Veja abaixo  o post do Dr. Rildo Veras  e perceba que não existe mentiras e nem desinformação. 



 Fiz questão de "printar" a parte principal da nota do vereador, abaixo — que mais parece um Boletim de Ocorrência Policial ma redigido —. A noto na  íntegra  você pode ler AQUI.






Dada as circunstâncias em que escreveu, o vereador deixa nítido que está pouco se lixando para os pacientes. Sua preocupação  é defender  reputação da gestão municipal, mesmo estando ela atolada num lamaçal da irresponsabilidades. 


Mas vamos às perguntas básicas 


1º — Para comprar esparadrapo anti-alérgico é preciso de receita prescrita por técnico de enfermagem? Ou o rapaz que assinou queria dar uma carimbada? 


2º — Havia esgotado o estoque de esparadrapo anti-alérgico ou o município nunca comprou? 


3º — Por que foi mesmo que o paciente precisou comprar o esparadrapo?

4º - Onde está a mentira na informação da falta de esparadrapo no hospital?  

 
Tenha paciência vereador! O senhor perdeu, mais uma vez, a grande oportunidade ficar calado. Esse é o tipo de situação que nada justifica o desleixo na saúde pública.  Esparadrapo anti-alérgico, ou não, é o básico do básico que não pode faltar nos hospitais. E se duvidar, tal insumo talvez nunca tenha sido licitado pelo município. 


E pouco importa se o paciente vinha regularmente fazendo curativos com esparadrapos convencionais, pois quando precisou mudar teve que comprar com dinheiro do próprio bolso, porque o hospital não dispõe.  E isso é vergonhoso, principalmente quando a prefeitura ostenta festa com atrações musicais. 


O vereador fala ainda de "credibilidade", colocando em questionando a crítica do ex-procurador, diga-se: critica legítima fundamentada numa informação verídica, inclusive confirmada por A mais B pelo próprio vereador Ronny.


Carlos Jardel