Ronivaldo Maia é expulso do PT em julgamento de processo disciplinar - Revista Camocim

Postagem em destaque

Comunicado do Colégio Future: confirme sua matrícula até o dia 13 de dezembro.

Diante da grande demanda, aqueles que não confirmarem a matrícula poderão perder a vaga reservada. CONFIRMAÇÃO DE MATRÍCULA 2023 Pedimos a t...

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







quinta-feira, 23 de junho de 2022

Ronivaldo Maia é expulso do PT em julgamento de processo disciplinar



O vereador de Fortaleza Ronivaldo Maia foi expulso do PT Ceará em julgamento de processo disciplinar que aconteceu nesta quarta-feira (22). O parlamentar é réu por tentativa de feminicídio.


Por 27 votos a 26, o diretório do partido decidiu pela expulsão, informou o presidente do PT Ceará, Antônio Alves Filho.


Na verdade, houve um empate e o meu voto desempatou. O diretório acolheu o parecer, que está ainda mantido em segredo de Justiça, mas a decisão é pela expulsão. Não foi uma decisão fácil, o partido de fato sangrou muito nesse processo todo

ANTÔNIO ALVES FILHO

Presidente do PT Ceará


O presidente ainda destaca que é possível recurso para nacional, mas está decidido no âmbito do Estado do Ceará. "O diretório reconheceu que houve a infração, então essa infração é sujeita à expulsão", concluiu.


VOTAÇÃO


O julgamento interno do vereador começou por volta de 16 horas desta quarta em um espaço de eventos no Bairro de Fátima. O Diário do Nordeste, que chegou a entrar no local, foi impedido de acompanhar a discussão pela assessoria do PT. Ronivaldo chegou por volta de 15 horas ao local e cumprimentou a todos os presentes. Além dele, estavam na reunião dirigentes do PT Ceará e militantes do partido.


Em abril, no retorno do vereador à Câmara de Fortaleza, jornalistas foram impedidos, por servidores do Legislativo Municipal, de acessar o plenário da Casa. De acordo com os funcionários da Casa, a mudança de procedimento foi a pedido do próprio vereador. O parlamentar, à época, negou.


No início deste mês, a Comissão de Ética do PT fechou parecer pela expulsão do petista. Ronivaldo teve a filiação suspensa ainda no final de novembro do ano passado, quando foi preso em flagrante.


RELEMBRE O CASO

Em novembro do ano passado, o vereador foi preso em flagrante acusado de tentativa de feminicídio. Em despacho obtido, à época, pelo Diário do Nordeste, a Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (DDM) relata que o político foi à casa da mulher de 36 anos - com quem tinha um relacionamento extraconjugal - no bairro Granja Portugal e pediu para ela adiantar o pagamento de uma conta, para depois ele ressarci-la. Mas ela se negou a realizar o pagamento, e os dois começaram a discutir.


Conforme depoimentos prestados à Polícia pela vítima e por testemunhas, a mulher foi empurrada pelo vereador para fora do carro, um Ford Eco Sport, e segurou o parabrisa do veículo. Neste momento, Ronivaldo acelerou o automóvel e arrastou a vítima pela rua por alguns metros. Ela foi socorrida por populares.


A mulher teve lesões (escoriações e edemas) no braço esquerdo e nas pernas, atestados pela Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Ela relatou que perdeu muito sangue, que fraturou o osso do pulso esquerdo, precisando imobilizá-lo, e ainda perdeu tecido da mão.


Ainda de acordo com as testemunhas, Ronivaldo saiu do local com o carro e depois voltou a pé para tentar prestar socorro à mulher, que já estava em casa. Mas familiares dela o expulsaram da residência. Ele foi detido minutos depois. O parlamentar ficou dois meses preso até conseguir um habeas corpus na Justiça.


Diário do Nordeste