Município quebrado: Prefeito de Senador Sá cancela festas juninas! - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







quinta-feira, 19 de maio de 2022

Município quebrado: Prefeito de Senador Sá cancela festas juninas!


O prefeito do município de Senador Sá, segundo noticiou o Portal Sobral Online, "Bel Júnior (PP), cancelou as festividades de São João e irá utilizar a verba de cerca de R$ 500 mil reais para a construção de duas quadras poliesportivas".


Ainda segundo o Portal,  "outras festividades com atrações nacionais e locais serão realizadas nos meses de julho, agosto (aniversário do município), setembro e outubro". E o prefeito teria dito o seguinte: "nós estamos fazendo uma verdadeira transformação em nosso município, investir em infraestrutura vai oportunizar a nossa população local para a prática de atividades físicas, gerando o que priorizamos em nossa gestão, qualidade de vida para nosso povo”. 


Leia a matéria na íntegra AQUI


Alfinetada


Por outra ótica, Bel Júnior quebrou o município  em apenas um ano e quatro meses de mandato, ao ponto de deixar a  população de Senador Sá sem a mais importante festa nordestina, sem lazer, sem cultura e comércio sem gerar lucro, emprego e renda. 


Outro detalhe: quando Bel era oposição vivia promovendo festas e criticando a gestão, 'que não fazia eventos e não promovia a cultura, porque era incompetente', e fazia questão de lembrar que festas geravam emprego e renda aos comerciantes. 


Mudou o discurso, prefeito? 


Bom, ele não vai promover o festival Junino, mas vai ser o primeiro a ir curtir na Uruoca e no Massapê.


Sobre "qualidade de vida para o povo", pelo visto, para o prefeito não deve ser nada sadio celebrar as festividades juninas, considerável reafirmação e confraternização do povo nordestino em torno de sua identidade cultural. Para Bel isso não é ingrediente para se ter "qualidade de vida".


Pense, "numa verdadeira transformação!"


Carlos Jardel