Concurso PMCE: Izolda Cela anuncia mais mil vagas para a corporação - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





sexta-feira, 20 de maio de 2022

Concurso PMCE: Izolda Cela anuncia mais mil vagas para a corporação



A governadora Izolda Cela anunciou, na tarde desta quinta-feira (19), um novo concurso público para a Polícia Militar do Ceará (PMCE). O certame deve preencher mil vagas e, assim, reforçar a quantidade de profissionais na corporação.


O lançamento do concurso deve ser "o mais breve possível", segundo a governadora.


Em transmissão pelas redes sociais, Izolda anunciou ainda que foi homologado hoje o concurso que disponibilizou 3 mil vagas para a PMCE. Devido às condições do edital, foram 2.463 aprovados e todos serão chamados imediatamente. 


Homologação foi publicada no Diário Oficial do Estado (parte 1) (parte 2).


"O Governo do Estado tem feito um permanente trabalho de investimento para garantir as melhores condições de trabalho e para que os serviços tenham cada vez mais eficiência e condição de prestar seu serviço", detalhou Izolda. 


CONCURSO ANTERIOR


Considerado serviço de alta relevância para a população, a governadora compartilhou que a convocação dos nomes hoje homologados será feita de modo imediato. Os aprovados já entrarão contratados como profissionais de segurança. 


Assim, logo que finalizaram o processo formativo na academia de segurança, os aprovados já poderão atuar nas ruas.


A expectativa é que estejam concluindo a etapa de preparação no dia 10 de junho e que entrem em serviço logo depois. 

"Já temos 63 bases de raios implantadas e há expectativa desse número ir avançando. Para isso, precisamos de mais profissionais", concluiu Izolda. 


SEGUNDO CONCURSO ANUNCIADO


Este é o 2º concurso anunciado nesta semana pela governadora Izolda. A oportunidade é voltada para professores indígenas, com a finalidade de preencher 200 vagas de ensino nas escolas indígenas do Estado. 


Serão distribuídos em cerca de 29 instituições de ensino voltado ao ensino de 13 comunidades indígenas. "As vagas serão tanto para os anos iniciais do ensino fundamental, como também para as áreas de conhecimento, como o ensino fundamental nos anos finais, e também para o ensino médio", destacou a governadora.


Diário do Nordeste