Vereadora Tia Lidú chama professores de baderneiros; "não são professores", disse. - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos






Para mais mais informações, clique na imagem





sexta-feira, 8 de abril de 2022

Vereadora Tia Lidú chama professores de baderneiros; "não são professores", disse.





A vereadora Tia Lidu, ao se pronunciar sobre o reajuste salarial do magistério, proposto pela prefeita Betinha, e aprovado hoje, sexta-feira (08), pelos vereadores da base governista, acusou de baderneiros os professores e professoras que assistiam presencialmente à votação do projeto na Câmara. Eles protestaram contra a medida que não teve o valor linear de 33,24%, conforme o aguardado. 


A manifestação foi encabeçada pela comissão do Sindicato Apeoc de Camocim e recebeu apoio da bancada de oposição na Câmara, que se absteve da votação, por considerar a medida absurda e sem tempo hábil de discussão, inclusive com o Sindicato. 


A vereadora Tia Lidu interpretou o ato como "baderna" e disse que os manifestantes, para ela, não eram professores. 


Clique no player e confira.


 


Ainda utilizando a Tribuna, a vereadora tratou da problemática do transporte universitário e admitiu que a prefeita Betinha errou. Ela também acusou os estudantes de "esculhambarem a prefeita".


A vereadora concluiu seu discurso quebrando o decoro ao agredir verbalmente o vereador Marcos Coelho, citando a memória do pai do parlamentar, o saudoso ex-prefeito Edilson Coelho. 


Carlos Jardel