Daniel Silveira admite usar tornozeleira após Moraes determinar o bloqueio de contas bancárias - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Para mais mais informações, clique na imagem





quinta-feira, 31 de março de 2022

Daniel Silveira admite usar tornozeleira após Moraes determinar o bloqueio de contas bancárias



O deputado Daniel Silveira disse, nesta quarta-feira (30), que irá colocar tornozeleira eletrônica após a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que bloqueia as contas bancárias do parlamentar.


A ação de Moraes visa garantir o pagamento de uma multa diária de R$ 15 mil caso o deputado continue se recusando a ser monitorado por tornozeleira eletrônica.


Moraes ainda estipula que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), escolha dia, hora e local para que a tornozeleira seja instalada em Silveira. "Não vou aceitar. Vou colocar por imposição de sequestro de bens", disse o deputado nesta quarta-feira (30), de acordo com informações do portal g1.


DEPUTADO HAVIA SE RECUSADO A USAR TORNOZELEIRA


Silveira é réu no Supremo por ameaças a instituições e incentivo a atos antidemocráticos. A ordem de uso da tornozeleira foi dada na última terça-feira (29) sob a alegação de que o deputado voltou a desrespeitar decisão judicial ao proferir novos ataques públicos ao STF e a instituições.


Após a ordem, Silveira afirmou no plenário que não aceitaria a decisão do ministro e passou a noite no gabinete. O parlamentar argumentou que a polícia não pode agir contra deputados dentro do Congresso Nacional.


Entretanto, Moraes autorizou, caso necessário, que a Polícia Federal e a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal cumpram a decisão dentro da Câmara dos Deputados.


Diário do Nordeste