Projeto de Indicação: vereador Marcos Coelho cria Plano Municipal de Vacinação com novo grupo prioritário - Revista Camocim

terça-feira, 13 de abril de 2021

Projeto de Indicação: vereador Marcos Coelho cria Plano Municipal de Vacinação com novo grupo prioritário




Os garis, os tripulantes das lanchas de passageiros, os mototaxistas, os taxistas, os entregadores de delivery, os balseiros, os camioneteiros, os bugueiros,  os motoristas e trocadores de vans e topiques, e ainda os coveiros são as novas categorias que deverão ser adicionadas ao grupo prioritário de vacinação no Município de Camocim, conforme Projeto de Indicação do Vereador Marcos Coelho(PSDB).


A referida proposição legislativa foi protocolada ontem, dia 12, na Câmara Municipal e tem a seguinte justificativa:  O Plano Nacional de Vacinação contra a  Covid-19 considerou prioridade, entre outras classes, os trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário, trabalhadores de transporte aéreo, trabalhadores de transporte aquaviário, caminhoneiros e trabalhadores portuários.


Percebendo que algumas dessas classes são inexistentes em Camocim, tais como: metroviários, ferroviários, transportadores aéreos, o Vereador autor da matéria propõe que essa prioridade seja revestida aos trabalhadores em atividades similares existentes neste Município. Como por exemplo, os mototaxistas, os taxistas, os entregadores de delivery (moto ou bicicleta), os balseiros, os camioneteiros, os bugueiros, os motoristas e trocadores de vans e topiques e os tripulantes das lanchas de passageiros, que são obrigados a manterem contatos permanentes com diversas pessoas.


E, também, será prioridade a vacinação dos garis, que se expõem todo o dia recolhendo o lixo, de modo geral e até contaminado, e muitas vezes sem a proteção devida. Da mesma forma  os coveiros, pois eles tem a difícil tarefa de enterrar, diariamente, as vítimas fatais desta peste humana de fácil contaminação.


Por último, o parlamentar Marcos Coelho justificativa que o Município de Camocim foi autorizado, por Lei, a comprar vacinas além das já previstas no Plano Nacional de Vacinação, através de um consórcio com outros Municípios, o que garante maior quantidade de imunizantes aos cidadãos e às cidadãs Camocinenses.










Carlos Jardel



Nenhum comentário:

Postar um comentário