Confira as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro 2021 a partir desta segunda (12) - Revista Camocim

segunda-feira, 12 de abril de 2021

Confira as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro 2021 a partir desta segunda (12)



Em vigor a partir desta segunda-feira (12), a Lei nº 14.071/2020 atribui mudanças aos artigos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). As alterações vão desde novas regras para defesa prévia após multas, uso do farol baixo e modificações na CNH. Os motoristas devem ficar atentos principalmente ao aumento do limite de pontos na carteira de habilitação e os novos prazos para renovação que vão de acordo com a faixa etária do condutor. 


NOVOS PRAZOS PARA INDICAR CONDUTOR INFRATOR E ENVIAR A DEFESA PRÉVIA


A defesa prévia é a primeira chance que o motorista multado tem para recorrer, dentro do prazo não inferior a 15 dias. A nova legislação permitirá que os documentos sejam enviados em, no mínimo, 30 dias. 


O aumento do prazo também é o mesmo para apresentação do real condutor infrator, quando o motorista penalizado não é o dono do veículo. 



JULGAMENTO DE RECURSOS


Essa medida impedirá que o julgamento de recursos de multa demorem anos, como costumava acontecer. A partir do dia 12 de abril, caso o motorista não apresente a defesa prévia no prazo, ele receberá a notificação de imposição da penalidade em até 180 dias após o registro da infração.


Nos casos em que a defesa prévia é apresentada dentro do prazo, o órgão terá um tempo máximo de 360 dias para aplicar as penalidades, estando sujeito a perder o direito de aplicar a multa se o limite de tempo não for respeitado.


FAROL BAIXO 


Os faróis deverão ser mantidos sempre acesos quando o motorista estiver se locomovendo à noite e, durante o dia, a regra vale para túneis, sob chuva, neblina e cerração. Já as motos e os veículos de transporte coletivo, deverão utilizar o farol tanto durante o dia quanto à noite.


Caso o veículo não tenha luz de rodagem diurna, os faróis deverão ficar acesos durante o dia quando estiverem em pista simples fora do perímetro urbano.


Conversão automática de multa em advertência


Com a implantação da nova lei, a conversão de multa em advertência por escrito acontecerá automaticamente. A condição vale para os casos em que o motorista cometeu somente infração leve ou média, sem cometer nenhuma outra infração dentro do período de 12 meses. 


MUDANÇAS NA CNH


Dentre os destaques da nova lei de trânsito estão o aumento no período de renovação e de limite de pontos na carteira de habilitação. Os motoristas com idade inferior a 50 anos poderão renovar a carteira de habilitação a cada 10 anos. Os condutores com idade entre 50 a 70 anos devem realizar o procedimento de renovação a cada 5 anos, como já acontece de acordo com a legislação atual. A renovação a cada 3 anos passa a valer para motoristas com 70 anos ou mais. 


Outra grande mudança implantada pela Lei nº 14.071/2020 é o aumento no limite de pontos na CNH. Na lei que está em vigor atualmente, se o motorista atingir 20 pontos durante o período de 12 meses, a carteira de habilitação entra em suspensão. A partir do dia 12 de abril, o limite passa a ser de 40 pontos.


No entanto, a nova regra funcionará da seguinte forma: o condutor só poderá usufruir dos 40 pontos caso não cometa nenhuma infração gravíssima no prazo de 12 meses. Se o motorista tiver cometido apenas uma infração de natureza gravíssima dentro de 12 meses, estarão disponíveis apenas 30 pontos. Nos casos em que o habilitado cometa duas ou mais infrações gravíssimas em 12 meses, o limite diminui para 20 pontos. 


Estão isentos dessa norma apenas motoristas profissionais, com disponibilidade de 40 pontos garantidos, independentemente das infrações cometidas. 


Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário