91% dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 estão ocupados no Ceará - Revista Camocim















segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

91% dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 estão ocupados no Ceará



A taxa de ocupação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para o atendimento de Covid-19 no Ceará chegou a 91,09% na noite desse domingo (21), segundo atualização da plataforma IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).


Em UTI para adultos, 93,9% das acomodações estão preenchidas, seguida por UTI infantil (62,5%) e UTI neonatal (40%). Apenas a UTI voltada para gestantes está com 100% dos leitos disponíveis. 


O levantamento da Sesa indica que 13 unidades hospitalares, entre públicas e particulares, atingiram 100% da capacidade. Veja a lista abaixo:


  • Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo, em Fortaleza (8 leitos)
  • Hospital Geral Dr. Waldemar de Alcântara, em Fortaleza (17 leitos)
  • Hospital Otoclínica, em Fortaleza (34 leitos)
  • Hospital São Carlos, em Fortaleza (21 leitos)
  • Hospital Uniclinic, em Fortaleza (25 leitos)
  • Hospital São Raimundo, em Fortaleza (10 leitos)
  • Hospital São Vicente, em Fortaleza (8 leitos)
  • Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza (8 leitos)
  • Hospital São José, em Fortaleza (8 leitos)
  • Hospital Municipal Dr. João Elísio de Holanda, em Maracanaú (10 leitos)
  • Hospital Regional Norte, em Sobral (50 leitos)
  • Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim (40 leitos)


Imtavi, em Brejo Santo (7 leitos)


Contudo, outros sete hospitais estão com taxa de ocupação igual ou superior a 90%. São eles: Hospital Maternidade São Vicente de Paulo (90%); Hospital Regional de Icó (90%); Hospital Regional Unimed (92,16%); Hospital Geral de Fortaleza (92,86%); Hospital Regional do Cariri (93,55%); Hospital Antônio Prudente (93,75%); Hospital Infantil Albert Sabin (94,74%); Hospital Leonardo da Vinci (97,67%); 


Em relação às enfermarias, a ocupação atual é de 67,09%, de modo geral. Enfermaria adulto tem 70,31% dos leitos com pacientes infectados pelo novo coronavírus. Na sequência aparecem: enfermaria neonatal (64,29%); enfermaria infantil (56,91%) e enfermaria gestante (11,76%).


Alerta


Diante da demanda por leitos hospitalares para o tratamento da doença pandêmica, o governador Camilo Santana anunciou a expansão estrutural da rede pública de saúde. Entre o fim deste mês e março, serão abertos 1.119 novos leitos, sendo 655 de enfermaria e 464 de UTI.


Apesar do esforço, o chefe do Executivo estadual alertou nesse domingo (21) que "a abertura de leitos tem um limite" e está sendo feita de acordo com a necessidade de cada região. 


Camilo Santana ressaltou que "a prevenção é a única forma" de conter o avanço da pandemia no Ceará. "Evite aglomerações e só saia de casa usando máscara", disse, em comunicado nas redes sociais.


Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário