CE deve receber 1,2 mi de doses da vacina até fevereiro - Revista Camocim















quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

CE deve receber 1,2 mi de doses da vacina até fevereiro


A vacina contra a Covid-19, desenvolvida em tempo recorde, surgiu como alento para tantos meses de medo e angústia. Entre as opções disponíveis, o Governo do Ceará já fechou um acordo com a Fundação Butantan para o fornecimento de 2 milhões de doses da vacina da farmacêutica chinesa Sinovac, chamada de CoronaVac, ao Estado, com as primeiras remessas chegando a partir de janeiro. Segundo o acordo, há possibilidade de entrega de 1,22 milhão de doses até fevereiro, com maior volume a partir de maio. 


Um memorando de intenção foi assinado no último dia 22 entre as duas partes. Conforme o plano de vacinação elaborado pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), a projeção é que 2,6 milhões de pessoas pertencentes a grupos prioritários sejam protegidas.


Na primeira fase programada, devem ser imunizados trabalhadores de saúde, idosos acima de 75 anos de idade, idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e a população indígena do Estado. 


Em uma entrevista coletiva, o secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, enalteceu a “longa tradição de eficiência” do Estado em campanhas de vacinação e garantiu que a rede de saúde está estruturada e preparada para iniciar a imunização, seguindo os planos já definidos. A meta da Sesa é vacinar 95% dos grupos prioritários.


Dr. Cabeto afirma que a indústria não produz esta alta demanda de vacinas. “Está havendo um esforço nacional e internacional para a mais rápida imunização da população”, complementou.


Essas condições especiais se referem à vacina da Pfizer, cuja conservação necessita de temperaturas muito baixas. Por isso, a Universidade Federal do Ceará (UFC) já contatou a Sesa para ceder oito freezers de alta potência de congelamento a -70 ºC, que pertencem à Faculdade de Medicina da Instituição. Os equipamento têm capacidade para conservar 53 milhões de doses.


Ontem (30), cinco municípios receberam uma câmera refrigerada para armazenamento das vacinas, com capacidade de 200 litros. A Sesa já adquiriu um total de 147 delas, num investimento de R$ 2,8 milhões.


Informações do Diário do Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário