EMPRESA QUE GANHOU LICITAÇÃO PARA MONTAR A ESTRUTURA DO CHITÃO DE MASSAPÊ ERA DE FACHADA - Revista Camocim

Clique na imagem para enviar o seu curriculum

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 20 de julho de 2015

EMPRESA QUE GANHOU LICITAÇÃO PARA MONTAR A ESTRUTURA DO CHITÃO DE MASSAPÊ ERA DE FACHADA

O Blog Desperta Massapê está divulgando que a empresa que ganhou licitação no valor de R$ 194.400,00 (cento e noventa e quatro mil e quatrocentos reais), para montar a estrutura do Chitão de Massapê era de fachada. Sem dormir no ponto, o Ministério Público entrou em ação depois de uma denúncia.

Confira a postagem.

“DENÚNCIA apresentada pelo Blog Desperta Massapê, contra a Empresa HF Engenharia Ltda, que foi a empresa que ganhou a licitação, para a MONTAGEM E A ESTRUTURA do Chitão de Massapê, no valor de R$ 194.400,00.
              Na época, apresentamos fotos e um vídeo e dissemos que a empresa não existia de verdade, era apenas uma empresa de FACHADA, dessas que são constituídas só pra desviar o dinheiro público.

Então, com estas provas, fizemos uma denúncia ao Ministério Público de Massapê, mais precisamente a Segunda Promotoria, que tem a frente o Promotor de Justiça, Dr. Irapuan da Silva Dionísio Junior, denúncia esta, que pelas provas apresentadas foi acolhida prontamente e começou a ser investigada.

O Promotor, Dr. Irapuan da Silva Dionísio Junior, me adiantou e disse que eu podia divulgar, que realmente a EMPRESA É DE FACHADA, o local, que foi colocado uma placa agora, depois das denúncias, fato constatado com vizinhos e principalmente com o próprio pretenso proprietário da empresa, é uma casa de família, onde mora o pretenso proprietário, com sua esposa e filhos. O mesmo não apresentou relação de empregados, não existe nenhum equipamento ou utensílios que sequer lembrem uma empresa, não existe no local, inclusive nenhum computador, ou seja, qualquer coisa que lembre, pelo menos um escritório.

Perguntado, pelo Funcionário da Justiça, como fazia para concorrer às licitações, já que realmente não tinha uma empresa. Ele falou que participava, e que quando ganhava, como foi o caso da licitação de Massapê, alugava todos os equipamentos. O que mostra que a empresa é plantada para concorrer e desviar o dinheiro, já que de fato não existe”.

Fonte: Blogue Politica em Evidência