ATRASO NO INÍCIO DA OBRA DE AMPLIAÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE CAMOCIM - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 24 de julho de 2015

ATRASO NO INÍCIO DA OBRA DE AMPLIAÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE CAMOCIM

O serviço deveria ter iniciado em maio deste ano.
Recurso foi garantido pelo Governo Federal


A execução dos serviços de ampliação do sistema de abastecimento de água da sede de Camocim deveria ter iniciado no mês de maio, conforme a informação da placa fixada na entrada da cidade. Mas já se passaram praticamente dois meses e, até o momento, nem sinal de vida do inicio do projeto. 

A placa não informa a previsão de tempo que levará  o serviço, apenas diz que a a empresa responsável pelo execução do projeto  é Nabla Construções LTDA.

O valor total da obra é de R$ 16.767, 62,22 garantido pelo Governo Federal através do Ministério das Cidades. 


Alfinetada

Desde que a prefeita Monica assumiu o governo que o problema da falta de água persiste na cidade, deixando diariamente centenas de famílias prejudicadas.  Ela , na sua campanha eleitoral, (prefeita) sempre tratou o problema  como uma incompetência administrativa, sem nunca considerar outras possibilidades e, de forma "oportunista",  fez sua campanha prometendo resolver o problema, algo que não aconteceu em dia nenhum ao longo do seu mandato.

O problema nunca foi minimizado, apenas deixou de ter mídia. 

E, pelo jeito,  este projeto, deixado pela gestão do Chico Vaulino,  deverá também aparecer no próximo ano,  tempo em que a prefeita deverá sair batendo de porta em porta pedindo votos e tentando mostrar em alguns meses o que deveria ter sido feito durante quatro anos. 

Isto se, até lá,  ela conseguir concluir todas as obras em andamento. Caso não consiga, e não duvide, a situação perante a população pode ser desastrosa que  e mais desmoralizante ainda ( por que os caras de pau detestam atrasos nas obras). 

Carlos Jardel