ADVOGADO E POPULARES GRAVAM VÍDEO DENUNCIANDO PROBLEMAS GRAVES NA SAÚDE DE MARTINÓPOLE - Revista Camocim

Clique na imagem para enviar o seu curriculum

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




terça-feira, 21 de julho de 2015

ADVOGADO E POPULARES GRAVAM VÍDEO DENUNCIANDO PROBLEMAS GRAVES NA SAÚDE DE MARTINÓPOLE



Em um vídeo publicado nas redes sociais, em que aparece o advogado Nonato Fontenele, moradores de Martinópole denunciam graves problemas na área da saúde. Segundo o advogado, muitas pessoas tem se queixado por não conseguirem atendimento médico e por viverem "humilhadas e massacradas dentro da Saúde de Martinópole". 

Um cadeirante, mostrando documentos referente ao seu tratamento,  denunciou que o  município lhe  negou o transporte para realização das consultas em Fortaleza.

"O chefe de transporte falou que eu estava indo passear", disse o cadeirante enfatizando que "a prefeitura gasta um absurdo pra maquiar a cidade e no final das contas a saúde pública não existe". 

Duas mães denunciam que a prefeitura dispõe de dinheiro para promover grandes festas, mas que alega não ter  recursos  para comprar leite especial para crianças de famílias carentes. 

"Como é que a prefeitura tem dinheiro para fazer festa e não tem dinheiro para comprar leite",  questiona uma das mulheres que aparece no vídeo com uma criança. "Prefeito, eu quero é a saúde da minha filha, festa não enche bucho de ninguém e nem traz saúde para a população", destacou.

"Meu filho toma leite muto caro, e eu sou pobre, não tenho condições de comprar este leite", disse outra denunciante."Fui atrás da prefeitura e o secretário veio com história de que não podia comprar o leite, por que era muito caro", disse a mãe revoltada, pedindo ajuda para salvar seu filho. 

De acordo com as informações obtidas pelo blogue, as  pessoas que aparecem no vídeo entraram com o processo de judicialização, com a finalidade de  garantir o transporte para o deslocamento de pacientes e o fornecimento de leite para portadores de necessidade especial.

Você também pode conferir o vídeo AQUI onde foi postado originalmente

Carlos Jardel