MASTRÔ CHOROU COM A VITÓRIA DE EMANOEL VIEIRA - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




terça-feira, 9 de dezembro de 2014

MASTRÔ CHOROU COM A VITÓRIA DE EMANOEL VIEIRA

O vereador Mastrolhano, que é  tido como "traidor da familia 11", ontem, dia 09, após a eleição da presidência da Câmara, se mostrou bastante emocionado em seu discurso ao falar das qualidades de Emanoel Viera, que foi eleito para comandar a Casa no próximo biênio (2015-2016). Com a voz sempre trêmula e com os olhos rasos d'água, Mastrô falava como se estivesse se saindo "por cima da carne fresca", vitorioso, ou como se aquele momento tivesse servido para apagar alguma página ruim de sua vida. É como se ele estivesse vivendo o auge da redenção e que após aquele sessão, ao retornar para a vida real, o povo fosse caír num total esquecimento dos episódios públicos que marcaram negativamente sua vida. 

É tanto que, referindo-se a vitória de Emanoel,  ele disse,   "Pra mim, é mesmo que eu ser presidente". E ainda usou frases recheadas de palavras emblemáticas:

"A nossa luta, a nossa força... Pra tá onde a gente está hoje..."
"Todos os momentos difíceis que a gente passou..."

Nossa luta

É para ficar se perguntando qual foi a luta tão relevante que eles travaram e onde foi que eles conseguiram chegar e o que a população ganhou com esta "luta". Isto considerando que o vereador tem uma vida pública e que, em tese, deve ser voltada plenamente para servir à coletividade. 

Pelo menos na Câmara, Mastrô é um dos vereadores que mais falta às sessões e quando participa mantém inexpressiva atuação. 

Onde a gente está hoje

Será que ele imagina terem chegado na terra prometida, "onde corre leite e mel ? "

Chegar à presidência de um poder legislativo não é um processo tão democrático capaz de expressar a legítima vontade popular. É mais um acordo entre políticos (tem casos que mais parece um mercado). Por tanto, senta na cadeira de presidente quem tem poder politico ou quem foi tocado por ele. Dominar a mesa da presidência não significa dizer que quem esteja na vez, goze de plena admiração da população, ou que tenha caráter ilibado, pode ser apenas um bandido vestindo  trajes elegantes e falando um mediano português. 

Bom, mas voltando ao discurso de Mastrô, destacamos algumas frases proferidas por ele direcionadas ao presidente eleito: 

"Aprendi muito do seu lado"

"É um cara honesto"

"Que tem um coração bom"

"Um cara que sabe perdoar"

Ê Camocim!

Carlos Jardel