A MINHA OPINIÃO SOBRE A NOTA DE ESCLARECIMENTO DA EMPRESA DE LIXO - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

A MINHA OPINIÃO SOBRE A NOTA DE ESCLARECIMENTO DA EMPRESA DE LIXO



Estava hesitando em emitir a minha opinião sobre a nota de esclarecimento da empresa que está sendo paga com dinheiro do povo para fazer a coleta de lixo, mas diante da indignação efervescente de muitas pessoas que tem mantido contato com o blog, decidi postar o meu pobre ponto de vista. Então, vamos lá.
Antes de tudo, penso que empresa errou! Deveria ter ficado calada. Se não tinha muita coisa interessante a dizer para o povo, não precisava despejar a culpa em quem não tem. Isso é muito feio! Onde já se viu?  afirmar que a maior dificuldade encontrada por ela é a falta de respeito e de educação de uma parcela sociedade". Ora, se o lixo está se acumulando nas ruas é por que com certeza o povo não tem mais onde colocar. Ou será que a empresa pensa que o povo tem a obrigação de acumular lixo em casa? Não tem mesmo! Não se guarda lixo em casa, como também não existe coleta seletiva em Camocim. Se os tambores de lixo da cidade ficam abarrotados, o que não era pra acontecer, guardá-lo em casa não é, nunca foi e nunca será  uma boa pedida, principalmente quando se tem em casa crianças e idosos, e mesmo se não tivesse, a obrigação de limpar as ruas é da empresa que está sendo paga com o dinheiro público.  Logo na primeira semana em que se iniciaram os serviços, ela já deveria ter traçado um plano eficiente para evitar o acúmulo. Ainda hoje a população reclama por que não se sabe o cronograma da empresa.
O povo não tem a obrigação de ficar exaustivamente esperando pela inoperância do governo, é tanto que, na tentativa de ajudar, as mobilizações populares começam a aparecer,  o povo paga carroceiros para coletar o lixo e até faz queimada dos entulhos ( o que também não é correto), simplesmente por que está cansado de esperar e de nada ver acontecer.  Os vândalos existem? Sim. Pessoas mal educadas exitem? sim. Mas estes, diante dos entulhos e dos tambores transbordando nas ruas, eles se tornam figurinhas inexpressivas, e não cabe aqui, atribuir a eles a culpa de ineficácia alheia.
Se a empresa tivesse dito, “meu povo, nós ainda não conseguimos sanar o problema por que não encontramos uma forma eficiente, mas estamos fazendo o melhor possível", teria sido mais digno. Agora, obstante ás dificuldades que a população enfrenta com os salários atrasados, e consequentemente o atraso no seus cumprimentos financeiros, ainda ter que aturar um desaforo destes.
E esse negócio de mostrar quantas caçambas, carros de mãos, vassoura e gente trabalhando, digo:  não influem e nem contribuem em absolutamente nada, principalmente por que não está surtindo o efeito esperado. Se fosse eu, tinha ficado calado. O povo tá pagando, não é de graça. Esta mentalidade é provinciana, é querer subestimar a capacidade de reflexão do povo. Penso que está passando da hora da Prefeitura despedir a empresa e arranjar outra, por que esta não está conseguindo dar conta do recado.
Se me mandarem uma nota daquela, para que eu publique aqui, no Revista Camocim, afrontando a população, por favor, não me mande, por que eu não publico mesmo.

Carlos Jardel
Atualizado em 18 de janeiro de 2013 às 20h30min