Homem é morto em ônibus por defender casal vítima de homofobia, diz polícia - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




terça-feira, 18 de junho de 2024

Homem é morto em ônibus por defender casal vítima de homofobia, diz polícia


Após defender um casal vítima de homofobia, um homem de 40 anos foi morto dentre de um ônibus em Curitiba, no Paraná, na noite de domingo (16). Conforme a Polícia Militar do Paraná (PM-PR), os suspeitos foram identificados como um homem de 41 anos e um adolescente de 17, e utilizaram uma faca para efetuar o crime. As informações são do g1.


A linha de ônibus cruzava os bairros de Santa Cândida e Capão Raso. Ao parar no tubo Maria Clara, no bairro Alto da Glória, a dupla de suspeitos fugiu. 


A vítima, que teve a identidade preservada, era um profissional autônomo e morador de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba.


PRISÃO DOS SUSPEITOS


Apesar da fuga, a polícia localizou a dupla alguns minutos depois. O adolescente estava com uma faca de 20 centímetros, suja de sangue. O jovem foi encaminhado à delegacia especializada, enquanto o homem de 41 anos recebeu voz de prisão e foi levado à Central de Flagrantes. 


Em boletim de ocorrência da Polícia Militar, os agentes detalharam que a vítima foi segurada por um dos suspeitos e esfaqueada pelo segundo. 


A Urbanização de Curitiba(Urbs) lamentou a morte, disponibilizando as imagens do circuito interno do veículo para autoridades policiais que investigam o caso. 


Diário do Nordeste