Ceará será um dos primeiros estados a receber arroz importado após desastre no Rio Grande do Sul - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 20 de maio de 2024

Ceará será um dos primeiros estados a receber arroz importado após desastre no Rio Grande do Sul



O Ceará deverá ser um dos primeiros estados a receber arroz importado após a tragédia no Rio Grande do Sul, ocasionada pelas fortes chuvas na região. A crise afetou intensamente a produção de arroz no Brasil, uma vez que os gaúchos são responsáveis por aproximadamente 70% da produção do alimento no país.


O governo federal prepara a compra do primeiro carregamento internacional de arroz da safra 2023/2024 para esta terça-feira (21), de modo a cobrir as lacunas deixadas após as enchentes. Serão trazidos 104 toneladas de arroz, com uma projeção de ser repassado aos brasileiros pelo valor máximo de R$ 4,00 o quilo. O produto será enviado de outros países que integram o Mercado Comum do Sul (Mercosul).


Além do Ceará, também serão contemplados nessa remessa os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais, Bahia e Pará. O produto chegará por quatro portos: de Santos, em São Paulo; de Recife, em Pernambuco; de Salvador, na Bahia; e de Itaqui, no Maranhão.


Foi publicada na última semana, no Diário Oficial da União (DOU), uma medida provisória autorizando a importação de até um milhão de toneladas de arroz, levando em conta a crise vivida no Rio Grande do Sul.


GC+