Médicos e advogado são presos por envolvimento com facção criminosa no Ceará - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 10 de abril de 2024

Médicos e advogado são presos por envolvimento com facção criminosa no Ceará


Dois médicos e um advogado foram presos na Operação Extramuros, deflagrada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Ceará (Ficco), por envolvimento com uma facção cearense. Um chefe da organização criminosa já tinha sido capturado, na última sexta-feira (5).


Conforme informações da Polícia Federal (PF), que coordena a Ficco, a Operação cumpriu 13 mandados de prisão e 44 mandados de busca e apreensão, no Ceará, Maranhão, Pará, Acre, Mato Grosso, São Paulo e Paraná, entre sexta e esta terça-feira (9). Imóveis e veículos pertencentes ao grupo criminoso foram sequestrados.


Os dois médicos foram presos nos municípios de Garça (São Paulo) e Novo Itacolomi (Paraná), na última segunda (8), por suspeita de praticarem lavagem de dinheiro para a facção criminosa cearense. Já o advogado foi detido em Várzea Grande (Mato Grosso).


R$ 33 MILHÕES teriam sido movimentados pelos suspeitos de integrar a organização criminosa, conforme contas bancárias analisadas pela Ficco, informou a Polícia Federal.


PRISÃO DO CHEFE DA FACÇÃO


Um homem de 36 anos, apontado como um chefe e idealizador de uma facção cearense criada em 2021 - a partir da dissidência de uma facção carioca - foi preso na última sexta-feira (5), no início na Operação Extramuros, em um shopping de Fortaleza, quando se preparava para adentrar a um estabelecimento público.


As investigações policiais apontam que o chefe da facção atuava no tráfico de drogas com origem na Bolívia. A Ficco também cumpriu mandados de busca e apreensão contra o suspeito em um condomínio de alto padrão na Região Metropolitana de Fortaleza, onde foram apreendidos dois veículos.


"Durante a ação policial, foi dado cumprimento a mandado de busca em outro local, nesta cidade, culminando na prisão de outro indivíduo, de 34 anos. Os presos foram encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal e ficarão à disposição da Justiça", divulgou a PF.


Outro veículo pertencente ao grupo criminoso também foi apreendido na Operação, no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza, na última segunda-feira (8).


A Ficco é composta por Polícia Federal, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria Nacional de Políticas Penais (SENAPPEN), Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado do Ceará (SAP).


Diário do Nordeste