PF faz operação contra fraude em imposto de renda que causou prejuízo de mais de R$ 2 milhões - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 8 de março de 2024

PF faz operação contra fraude em imposto de renda que causou prejuízo de mais de R$ 2 milhões



A Polícia Federal no Ceará realiza operação, nesta sexta-feira (8), contra suspeitos de fraudar declarações de imposto de renda e causar prejuízo que ultrapassa R$ 2,7 milhões. Seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 11ª Vara Federal em Fortaleza, são cumpridos na Capital e nas cidades de Eusébio, Trairi e Itapipoca. A Operação Verdade Ilusória foi deflagrada pela Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendário da PF no Estado.


A partir de uma prisão em flagrante realizada em São Paulo, a PF iniciou investigação para encontrar provas da atuação de uma organização criminosa que atuava inserindo dados falsos nos sistemas da Receita Federal. O foco da quadrilha seria receber valores da restituição de imposto de renda.


Conforme a PF, a Receita Federal em São Paulo identificou mais de 12 mil declarações de IR fraudadas. A maioria estava em nome de estrangeiros que já saíram definitivamente do Brasil. Segundo a PF, os créditos da restituição eram feitos em contas abertas com documentos falsos e resgatados por pessoas diferentes daquelas que, em tese, teriam direito ao recebimento. 


A PF cumpre medidas judiciais que incluem o bloqueio das contas bancárias dos investigados para reunir elementos que comprovem a participação de cada um dos membros da organização criminosa, além de rastrear e recuperar o dano causado à Receita.


O número de investigados não foi informado pela PF. Eles poderão responder pelos crimes de estelionato qualificado, falsificação e uso de documento falso, lavagem de dinheiro e integrar organização criminosa.


Diário do Nordeste