Eclipse penumbral da Lua poderá ser visto no Ceará? Veja horário e como observar - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sábado, 23 de março de 2024

Eclipse penumbral da Lua poderá ser visto no Ceará? Veja horário e como observar


Quando os eclipses se aproximam, muitas pessoas procuram por informações. Então eu preparei um texto para tirar todas as suas dúvidas. Começando pelo fenômeno em si, existem dois tipos de eclipse: o solar e o lunar. Eu já ensinei como diferenciar um do outro neste texto.


No eclipse solar, o Sol é oculto pela Lua, e no eclipse lunar, e Lua é oculta pela sombra da Terra. Como o Sol é muito maior do que a Terra, um pouco de luz chega à Lua, isso dá a sensação de uma sombra um pouco mais fraca chamada penumbra. Por isso o eclipse é chamado de penumbral como o eclipse desta segunda-feira (25).


Aqui do Nordeste, a Lua apresentará um aspecto escuro avermelhado com uma fina área luminosa. O Fenômeno está previsto para iniciar às 22h51min ainda no dia 24 de março (domingo), quando começará a escurecer. A Lua ficará quase toda escura às 1h13min da madrugada do dia 25 em seu ponto mais alto sendo bem visível de todo o Brasil. 


A partir daí, a sombra da Terra começa sair da Lua e durará até o dia clarear. Neste caso, o eclipse será incompleto, não é uma definição formal, é apenas uma indicação que o dia vai clarear antes da sombra sair completamente. Observe que, conforme a figura abaixo, o eclipse será incompleto no Brasil oriental (leste), mas será completo no Brasil ocidental (estranho, nunca usamos estes termos aqui no Brasil, bom sinal porque isso geralmente é coisa de país em guerra.)


Em Fortaleza, como a Zona de Convergência Intertropical ainda está por aqui, eu acho bem improvável que consigamos observar. Mas quem mora um pouco mais ao Sul, como em Pernambuco e Bahia, tem mais chances de contemplar o fenômeno. 


Se tiver sorte, não esqueça de fazer seu registro. Configure a câmera do seu celular para manual, coloque o foco no infinito e reduza o brilho. A fotografia fica melhor se usado em combinação com um telescópio de ampliação de 40x. Se você quiser, pode mandar para nós, eu atualizarei os registros de vocês colocando aqui embaixo, basta me marcar nas redes sociais (@dr.ednardorodrigues).  


Diário do Nordeste