Fugitivos de Mossoró invadem fazenda e agridem proprietário; novo cerco é realizado no domingo (3) - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 4 de março de 2024

Fugitivos de Mossoró invadem fazenda e agridem proprietário; novo cerco é realizado no domingo (3)



Um novo cerco da força-tarefa para capturar os dois fugitivos da penitenciária de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foi realizado numa fazenda, na manhã deste domingo (3). A propriedade fica na cidade de Baraúna, onde a população afirma ter visto Deibson Nascimento e Rogério Mendonça na madrugada.


As investigações apontam que os fugitivos teriam invadido um galpão agrícola na fazenda, conforme apuração da TV Globo. Na nova operação, são usados helicópteros e drones com sensores térmicos. As informações foram publicadas pelo g1.


Os investigadores também indicam que os foragidos invadiram o galpão e agrediram o dono, quando o mesmo informou que não tinha celular. Na sequência, os dois foram embora. A ação foi, provavelmente, para a busca de alimentos. 


O dono das terras foi quem acionou os policiais, sendo convocado para prestar depoimento. Na área existe uma casa abandonada e uma área de mata fechada.


Duas agricultoras afirmaram, no sábado (2) que viram os dois fugitivos  num assentamento agrícola, perto de uma plantação de bananas na quinta-feira (29).


Abandonados pelo crime organizado


 Os dois fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró foram "abandonados" pela rede de proteção do crime organizado, apontam investigadores. Conforme o monitoramento da força-tarefa que faz as buscas, Deibson Nascimento e Rogério Mendonça estão sem apoio há uma semana.


Eles fugiram da penitenciária de segurança máxima no dia 14 de fevereiro, sendo essa a primeira fuga registrada no sistema prisional federal, criado em 2006.


Os homens foram vistos por agricultores em uma plantação na área rural da cidade de Baraúna (RN) na tarde da última quinta (29). Eles estariam com dificuldade para sair da localidade, onde estão sendo feitas as buscas.


Em vez de estarem caminhando rumo à divisa com o Ceará, eles teriam voltado para uma área mais próxima à cidade de Mossoró e do presídio de onde escaparam.


Operação chega ao 19º dia


Neste domingo (3), as buscas aos dois fugitivos entraram no 19º dia e se concentraram  nas áreas rurais entre as cidades de Mossoró e Baraúna. A operação envolve mais de 600 agentes das forças de segurança da Força Nacional, estadual e federal.


Homens da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal também estão na força-tarefa. Helicópteros, drones, cães farejadores e outros equipamentos tecnológicos sofisticados estão sendo utilizados na captura de Deibson e Rogério.


Diário do Nordeste