O Piscinão de São Pedro; 11 anos e 2 meses, e não conseguiram resolver o problema - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

O Piscinão de São Pedro; 11 anos e 2 meses, e não conseguiram resolver o problema

Manchete e foto são do Anderson Alves. Lembra a ideia vendida pela ex-prefeita Betinha e seus chefes: “o Camocim do presente e futuro”. Deveria ser, para o slogan fazer mais sentido, apenas: “o Camocim do passado e do presente”. Deus defenda o futuro com essa gente governando o município. Seria: “era uma vez Camocim”.


As chuvas, sempre bem-vindas — não pelos transtornos — mostram duas coisas acima de tudo, falando de Camocim: 1º, a incapacidade nossa, seres racionais, de nos relacionarmos com a natureza, e 2º, a incompetência dos administradores públicos, pois, sabendo o que devem e o que podem fazer, não fazem. 


Descendo a manchete: “11 anos e 2 meses” sem resolver o problema do Piscinão de São Pedro e de outros pontos iguais, não pode ser compreensível. Canja e paciência, para isso, não servem! 


Qualquer engenheiro, construtor ou pessoa com o mínimo conhecimento na área da infraestrutura, sabe que existem soluções para acabar com muitos pontos de alagamentos na cidade. 


Os transtornos provocados pelas chuvas mostram que a gestão Aguiar anda distante do que propaga. Ou seja, é pura balela essa evocação da modernidade, competência, compromisso com a cidade e com as pessoas. 


O que falta? Respondam, caros leitores e leitoras.   


Uma das soluções rápidas seria a prefeita e o deputado Sérgio Aguiar construir uma linda residência no terreno defronte para o piscinão. 


Carlos Jardel