Ministério Público cobra punição após 'atentado' que apedrejou atletas do Fortaleza - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Ministério Público cobra punição após 'atentado' que apedrejou atletas do Fortaleza


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) cobrou, nesta quinta-feira (22), punição contra Sport Club do Recife e autores de atentado criminoso que jogaram pedras em jogadores do Fortaleza. Após o empate contra o time pernambucano, o ônibus do time cearense foi apedrejado na saída da Arena Pernambuco. Seis jogadores ficaram feridos e precisaram ser encaminhados ao hospital.


Segundo o órgão, serão adotadas para que os envolvidos no atentado sejam punidos. "Ao lado do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), o órgão acompanhará as investigações para identificação e posterior punição dos responsáveis pelo ato criminoso", disse o MPCE.


O órgão também afirmou que vai acionar Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que, no âmbito da Justiça Desportiva, sejam aplicadas punições ao Sport Club do Recife e às torcidas organizadas possivelmente envolvidas no ato de violência.


"Além disso, o Nudtor estuda a possibilidade de impedir a presença da torcida visitante do clube pernambucano em jogos ocorridos no Estado do Ceará até que os incidentes desta quarta-feira sejam elucidados", reforçou.


Governador repudia crime


"Triste e lamentável o ataque sofrido pela delegação do Fortaleza Esporte Clube em Recife (PE), que teve o ônibus apedrejado por torcedores do Sport após o jogo de ontem à noite. Minha solidariedade aos atletas, comissão técnica, diretoria e ao CEO do clube, Marcelo Paz. Desejo pronta recuperação aos jogadores feridos. Futebol não combina com episódios de violência como este"


G1