Operações de Réveillon em rodovias estaduais e federais do Ceará terminam com redução de acidentes - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 3 de janeiro de 2024

Operações de Réveillon em rodovias estaduais e federais do Ceará terminam com redução de acidentes



As operações de fim de ano nas rodovias estaduais e federais do Ceará, realizadas pelas Polícias Militar do Ceará (PMCE) e Rodoviária Federal (PRF), terminaram com redução de acidentes.


Segundo balanços divulgados nesta terça-feira (2), no âmbito estadual, não foram registradas acidentes fatais, uma redução de 100% no comparativo com o ano passado, quando três pessoas morreram. Entre 29 de dezembro e 1º de janeiro, segundo a PMCE, a Operação Réveillon 2024 teve fiscalizações e abordagens intensificadas por parte do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE).


Um total de 152 condutores foram autuados nas estradas estaduais por dirigir sob influência de álcool ou substâncias psicoativas. Esse dado indica aumento de 69%, comparado com igual período do ano passado, quando houve 90 casos. Nos crimes de trânsito, sete pessoas foram autuadas, contra somente uma na operação passada. 


Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o número de acidentes com feridos sofreu aumento de 3%, e passou de 31 para 33 casos entre um réveillon e outro. 


Rodovias federais 


A Operação Ano Novo da PRF terminou, também entre 29 de dezembro e 1º de janeiro de 2024, com redução tanto no número de mortos quanto de  feridos em acidentes em estradas federais.


O número de mortos caiu 83%, e foi de seis vítimas para uma no fim de 2023. Já o número de feridos caiu 37%, e foi de 24 para 15. No total de acidentes, a redução foi de 18 para 17 ocorrências, incorrendo em uma queda de 5%. 


Policiais rodoviários federais fiscalizaram 1.770 veículos e abordaram 1.916 pessoas. Conforme a corporação, um dos focos da fiscalização deste ano foram as ultrapassagens proibidas, que geraram 242 autuações. Outro ponto foi a condução de motocicletas sem capacete, que gera infração gravíssima e resultou em 56 motoqueiros autuados. 


Diário do Nordeste