Governador afirma que Estado terá mudança de estratégias na Segurança Pública; confira medidas - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 12 de janeiro de 2024

Governador afirma que Estado terá mudança de estratégias na Segurança Pública; confira medidas

 


No dia seguinte a uma reunião com a alta cúpula da Segurança Pública do Ceará, o governador Elmano de Freitas anunciou que o Estado terá uma mudança de estratégias na área, para os próximos meses. O chefe do Executivo também negou informações falsas sobre a troca de nomes de comando na Segurança, em coletiva de imprensa concedida durante o lançamento da Carteira de Identidade Nacional (CIN) no Ceará, nesta quinta-feira (11).


As especulações surgiram nas redes sociais, após o ano de 2024 começar com uma tentativa de chacina na Barra do Ceará, em Fortaleza; um latrocínio contra um taxista, em Aquiraz; uma tentativa de assalto nas dunas da praia do Cumbuco, em Caucaia, que foi filmada e ganhou repercussão nacional; e a divulgação da chegada de uma nova facção criminosa carioca ao Ceará. Além disso, o ano de 2023 terminou com o mesmo número de homicídios que 2022, no Estado.


A reportagem apurou, com fontes da Inteligência da Segurança Pública, que houve cobranças do governador aos gestores da área, na reunião ocorrida na última quarta-feira (10). Mas o chefe do Executivo fez questão de explicar que o mote do encontro foi traçar novas estratégias no combate à violência.


Estive reunido com a cúpula de Segurança, primeiro, porque vamos fazer alterações de estratégias de enfrentamento na Segurança Pública. Mas Segurança Pública, sou da tese que tem que fazer. Falar menos, fazer mais. Nesse momento, não temos nenhuma discussão de mudança de quadro na Segurança Pública, mas mudança de estratégia, sim, teremos."

ELMANO DE FREITAS

Governador do Ceará


Quatro cidades escolhidas


Elmano de Freitas destacou o ingresso de novos profissionais da Segurança Pública como um ponto importante para o Estado incrementar as novas estratégias na área: "Estamos buscando contratar mais de 1.300 policiais militares, determinei a convocação de policiais civis, de profissionais da Perícia Forense, que vamos já colocar nas ruas para fazer o fortalecimento das políticas de Segurança".


"Devemos ter inovações na ação de Segurança Pública, por território, no Estado do Ceará. Mas eu penso que é mais importante que a população perceba isso na rua, na ação concreta, que vamos realizar a partir de março ou abril, quando a turma de policiais militares se forma e vai poder colaborar com o fortalecimento. Em seguida, devemos chamar mais profissionais de Segurança", prometeu Elmano.


As mudanças devem ser iniciadas nas quatro cidades mais violentas do Estado, segundo o governador: "Vamos fazer grandes projetos de políticas sociais, nesses territórios que vamos iniciar um trabalho mais intenso de Segurança. Vamos fazer isso em parceria com os municípios. Especialmente com as quatro prefeituras onde têm os maiores índices de violência: Fortaleza, Maranguape, Maracanaú e Caucaia".


"Já estamos agendando a reunião com cada prefeito e queremos a parceria, seja na área de iluminação pública, seja de recuperação de praças, guardas municipais atuando no Município, de maneira articulada com a Polícia Militar, com a Polícia Civil e com a área de Inteligência, que nós vamos fazer uma alteração, inclusive com um projeto de lei na Assembleia", completou.


Diário do Nordeste