Capitão da Polícia Militar é preso em Fortaleza após condenação por estupro de vulnerável - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 18 de janeiro de 2024

Capitão da Polícia Militar é preso em Fortaleza após condenação por estupro de vulnerável


Um capitão da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi preso preventivamente, após ser condenado a 14 anos de prisão, pelo crime de estupro de vulnerável. O militar se encontra no Presídio Militar, desde a última sexta-feira (12).


Conforme documentos obtidos pelo Diário do Nordeste, a 12ª Vara Criminal de Fortaleza, da Justiça Estadual, condenou o PM a 14 anos de reclusão, em regime fechado, e decretou a sua prisão preventiva, em novembro de 2023. O processo tramita sob sigilo de justiça.


Procurada pela reportagem, a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Ceará (CGD) informou, em nota, que "o processo administrativo instaurado encontra-se em fase final". "Ressalta-se que a CGD segue os trâmites processuais de acordo com o ordenamento jurídico. Por outro lado, na esfera criminal, os processos estão sob responsabilidade da Justiça Estadual, que determinou a prisão do policial militar", completou.


A Polícia Militar do Ceará corroborou, também em nota, que foi instaurado um processo administrativo disciplinar na CGD, que se encontra em fase final, e afirmou que "aguarda a conclusão dos trâmites da justiça para os procedimentos cabíveis". "A PMCE não compactua com condutas ilícitas. Por isso, faz cumprir rigorosamente as normas legais", frisou.


Diário do Nordeste