Soldado atirou contra tenente em Fortaleza com arma de outro PM que já estava detido - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




terça-feira, 26 de dezembro de 2023

Soldado atirou contra tenente em Fortaleza com arma de outro PM que já estava detido


A arma de fogo utilizada pelo soldado aposentado da Polícia Militar do Ceará (PMCE) Marielson Mendes Costa para atirar em um tenente da Corporação, após uma briga de trânsito, em Fortaleza, no último sábado (23), pertence a um terceiro PM - que já estava detido sob acusação de liderar uma organização criminosa.


Marielson foi preso em flagrante na casa da irmã, no bairro Montese, poucos minutos após cometer o crime contra um colega de farda. No imóvel, foi apreendida uma pistola calibre Ponto 40.


Ao conferir o registro da arma, a Polícia Civil do Ceará (PC-CE) descobriu que a pistola pertence ao sargento da Polícia Militar, Paulo Rogério Bezerra do Nascimento, que se encontra detido no Presídio Militar, em Fortaleza.


Paulo Rogério é acusado pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) de liderar uma organização criminosa formada por policiais militares, que cometia crimes como extorsões e tráfico de drogas, na Capital. O militar foi um dos alvos da Operação Gênesis, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).


O delegado do 34º Distrito Policial (34º DP) considerou, no Inquérito Policial sobre a prisão em flagrante de Marielson Mendes Costa, que a Polícia Civil precisa aprofundar as investigações sobre o crime de porte ilegal de arma de fogo, além de tentativa de homicídio contra o tenente.


Prisão após briga de trânsito


O soldado Marielson Mendes Costa foi preso em flagrante após se envolver em uma briga de trânsito e atirar contra um tenente da Corporação, no bairro Montese, em Fortaleza, no último sábado. A Justiça Estadual já converteu a prisão em flagrante de Marielson Mendes Costa em prisão preventiva, em audiência de custódia realizada neste domingo (24).


A PMCE confirmou, em nota, que "foi acionada para uma ocorrência de lesão corporal em decorrência de disparo de arma de fogo" e que "policiais militares do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) atenderam a ocorrência e conseguiram prender o suspeito, que é policial militar reformado. A vítima, que também é policial militar, foi socorrida e passa bem".

Conforme o Inquérito Policial aberto no 34º Distrito Policial (34º DP), da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), o tenente relatou que estava lavando o próprio veículo, na rua Frei Orlando, quando outro automóvel passou, colidiu na lateral do carro e quase o atingia.


Logo em seguida, o carro parou e o motorista, o soldado aposentado Marielson Mendes Costa, desceu. O tenente, então, cobrou o conserto do automóvel, e se iniciou uma briga. 


Houve troca de empurrões, até que Marielson puxou uma arma de fogo e atirou várias vezes contra o outro PM. Um tiro atingiu a panturrilha direita do tenente, que teve que correr e se esconder atrás de um caminhão de lixo que passava pela rua, para não ser alvejado mais vezes.


Após perseguir a vítima, o suspeito voltou para o próprio carro e saiu do local. A Polícia Militar foi acionada e, em poucos minutos, cercou a região, efetuou a prisão em flagrante de Marielson (que tinha sintomas de embriaguez, segundo os PMs) e apreendeu a arma de fogo utilizada no crime. Já o tenente foi levado ao Frotinha do Antônio Bezerra, onde foi atendido e liberado.


Marielson não quis responder aos questionamentos da Polícia Civil e preferiu fazer uso do seu direito constitucional de se manter em silêncio. A defesa não foi localizada pela reportagem para comentar a prisão.


A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) emitiu nota em que informa que "instaurou procedimento disciplinar para apurar os fatos envolvendo policial militar. O Inquérito Policial está sob responsabilidade  do 34º Distrito Policial".


Diário do Nordeste