Homem que agrediu mulher por achar que ela era trans é preso em Recife - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 29 de dezembro de 2023

Homem que agrediu mulher por achar que ela era trans é preso em Recife


Fellipe Rodrigues Salmento de Sá foi preso na noite desta quinta-feira (28), em Recife, acusado de ter agredido uma mulher de 34 anos na saída do banheiro de um restaurante. A prisão foi efetuada após o suspeito prestar depoimento na Delegacia de Casa Amarela, na capital pernambucana.


Segundo o g1, o delegado à frente do caso, Diogo Bem, explicou que o mandado se deu pela Lei do Racismo, que segue a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de reconhecer atos de homofobia e transfobia como crimes de injúria racial.


O delegado detalhou ainda que o depoimento de Fellipe durou uma hora e meia e que ele será encaminhado para a Central de Plantões ainda nesta quinta. 


Na sexta-feira (29), o agressor deve passar por uma audiência de custódia antes de ser encaminhado para o Centro de Observação e Triagem em Abreu e Lima, na região metropolitana de Recife.


O que diz a defesa do suspeito?


Ainda conforme o g1, que ouviu o advogado de Fellipe, Madson Aquino, a defesa já sabia da possibilidade de ser decretada a prisão.


"O senhor Antônio Fellipe, desde o começo, queria comparecer. Compareceu espontaneamente à delegacia. [...] Viemos, apresentamos ele. Foi cumprido o mandado de prisão no dia de hoje. E ele vai ficar à disposição da Justiça e a defesa vai tomar as atitudes pertinentes para o caso", disse o jurista.


Entenda o caso


No último sábado (23), uma mulher denunciou que foi vítima de agressão após ser questionada se era homem ou mulher no banheiro de um restaurante de Recife. O caso aconteceu no restaurante Guaiamum Gigante e repercutiu nas redes sociais.


Segundo o relato compartilhado por um amigo da vítima no X, antigo Twitter, ela foi abordada pelo agressor ao sair do banheiro. Ele teria perguntado se ela era "homem ou mulher". Ela, então, teria questionado o motivo da pergunta, e ele teria respondido: "Porque você está no banheiro errado".


Após a abordagem, o agressor golpeou a vítima com um soco no rosto. Outros clientes que viram a situação tentaram mantê-lo no local até a chegada dos policiais. No entanto, funcionários do restaurante o conduziram para fora do estabelecimento, o que facilitou a fuga do homem.


Após a repercussão do caso na imprensa, pelo menos duas mulheres que dizem ser ex-namoradas do suspeito denunciaram que foram violentadas por ele durante os relacionamentos. Uma delas, inclusive, afirmou que Fellipe tentou atear foto nela após o término.


Diário do Nordeste