Gasolina Eleitoral: R$ 14 milhões, é o que a prefeitura de Camocim gastará no ano eleitoral, critica Juliano Cruz. - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 7 de dezembro de 2023

Gasolina Eleitoral: R$ 14 milhões, é o que a prefeitura de Camocim gastará no ano eleitoral, critica Juliano Cruz.





Com dados extraídos do Portal da Transparência em mãos, Juliano Cruz criticou nas redes sociais o valor absurdo — R$ 14 milhões — a ser gasto pela prefeitura de Camocim em 2024, ano de campanha eleitoral. 


“A atual administração dá sinais de insanidade. Dessa vez, como vocês podem ver, a prefeitura fez o orçamento de combustíveis para o ano de 2024, um valor “simbólico” de R$ 14 milhões”, disparou o ex-presidente da Câmara de Vereadores e aliado da Tijuca. “Se formos dividir esse valor pelos dias do ano, são quase R$ 40 mil reais de combustível por dia, valor superestimado”, completou. 


Quando no Parlamento, Juliano Cruz, pela oposição, registrou discursos combativos contra os desmandos da oligarquia Aguiar enquanto governo. Também protocolou várias denúncias no Ministério Público e demais órgãos de fiscalização do Estado. 


Ainda sobre a cifra milionária a ser gasta no próximo ano com combustível, Juliano, na postagem, apontou a falta de transparência do governo, ressaltou a distribuição de “vales de gasolina” para eleitores no período da campanha e elencou inúmeros problemas que merecem atenção da gestora. 


“Infelizmente, não temos explicações mais detalhadas sobre esse orçamento. Mas sabemos que no próximo ano teremos eleições, e sabemos o quanto os “vales de gasolina” são cobiçados nestes períodos. Fica aí a dúvida. Cada um tire suas conclusões.


Postos de saúde sem remédio, merenda escolar deixando a desejar, limpeza pública insuficiente, jovens sem oportunidade, falta de empregos… Tudo muito mal administrado, e a atual gestão ainda consegue realizar gastos exorbitantes, sem explicação, sem o mínimo respeito pelo bolso da população”.





Carlos Jardel