Cabo da PM é preso por subir e dançar em teto de viatura na Praia do Futuro, em Fortaleza - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sexta-feira, 22 de dezembro de 2023

Cabo da PM é preso por subir e dançar em teto de viatura na Praia do Futuro, em Fortaleza


Um cabo da Polícia Militar do Ceará (PM-CE) foi preso em flagrante pelos crimes de desacato a superior e dano ao patrimônio por subir e dançar no teto de uma viatura do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR) e entrar em luta corporal com um sargento que tentou contê-lo.


O caso ocorreu em uma barraca na Praia do Futuro, em Fortaleza, no último domingo (17), durante um show do cantor sertanejo Gusttavo Lima. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nessa quinta-feira (21).


De acordo com o documento, o policial foi afastado preventivamente de suas funções na PM-CE pelo prazo de 120 dias. Além disso, foi instaurado um conselho de disciplina para apurar a conduta do cabo, mencionando "a incapacidade deste para permanecer nos quadros da Corporação Militar a qual pertence".


Luta corporal com policiais


Conforme o documento público, os sargentos, componentes da viatura, presenciaram "um homem, então desconhecido, subir no teto


da viatura e causar avarias neste veículo, ocasião em que determinam-lhe que descesse, mas a ordem não foi obedecida, sendo necessário a dupla policial o puxar e imobilizá-lo ao solo", diz trecho publicado no DOE.


Durante a ação policial, o cabo também teria discutido e empurrado os policiais militares de serviço e ofereceu, ainda, resistência, chegando a "se agarrar com o 3º sargento e cerrou os punhos para a dupla de policiais militares na menção de se preparar para brigar". O homem teria se apresentado como policial militar somente após ter sido imobilizado.


Segundo um segurança do evento, o cabo teria tentado entrar de forma clandestina várias vezes no show.


"Considerando que a documentação apresentada reuniu indícios de materialidade e autoria, demonstrando, em tese, a ocorrência de conduta capitulada como infração disciplinar por parte do militar acima mencionado, passível de apuração a cargo deste Órgão de Controle Externo Disciplinar", mencionou ainda o documento.


O Diário do Nordeste entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar do Ceará (PM-CE) solicitando posicionamento sobre o caso e aguarda retorno.


 Diário do Nordeste