Recorrentes incêndios no terreno da antiga RFFSA prejudicam moradores do centro de Camocim - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 27 de novembro de 2023

Recorrentes incêndios no terreno da antiga RFFSA prejudicam moradores do centro de Camocim


Na tarde de ontem, domingo (27), moradores da rua 24 de Maio, na região central, sentido bairro Brasília, próximo aos Coqueiros, foram atacados por uma intensa e gigantesca nuvem de fumaça, gerada por um incêndio no terreno da antiga Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima — RFFSA. 


A nuvem atingiu também trechos das ruas Santos Dumont, Duque de Caxias, Vila Paraná, Humaitá e Paissandu.


Conforme o relato de populares, crianças e idosos com problemas respiratórios 'passaram mal' e tiveram que ser levados para residências de amigos e familiares distantes do local do incêndio. 


É um área de matal gigante, em pleno centro urbano, que oferece riscos para a população em todas as épocas do ano. Na quadra chuvosa, insetos de todos os tipos visitam as residências da área, sem falar que a “floresta” acaba servindo como ponto de apoio para indivíduos mal-intencionados.  Na estiagem, a vegetação seca pega fogo facilmente, principalmente com as altas temperaturas. Com ajuda dos fortes ventos, o fogo se espalha rapidamente, por sorte, ainda não atingiu as moradias próximas.
Alfinetada


Trata-se do terreno que o deputado Sérgio Aguiar disse, no ano passado, que estavam construindo, “em fase de conclusão, um parque urbano”


Pois bem: nada foi construído! Nem ao menos limparam o terreno. 


Não foi a primeira vez que o matagal pegou fogo e, certamente, se a prefeitura não mandar limpar ou adotar providencias preventivas, outros incêndios ocorrerão.



Carlos Jardel