Barroquinha e Martinópole: Jaime Veras e Betão extrapolam limite de gastos com pessoal, descumprem a LRF e são notificados pelo TCE - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 22 de novembro de 2023

Barroquinha e Martinópole: Jaime Veras e Betão extrapolam limite de gastos com pessoal, descumprem a LRF e são notificados pelo TCE


O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE/CE) notificou os municípios de Barroquinha e Martinópole por terem, no segundo quadrimestre do ano, os respectivos prefeitos, Jaime Veras e Betão do James do Bel, "superado o percentual máximo das despesas das prefeituras com pessoal, acima de 100% (cem por cento) do limite definido na Lei de Responsabilidade Fiscal. 


Após a primeira notificação, os gestores tiveram um prazo para reduzirem em 1/3 as despesas. Betão seguiu a regra, porém, o prefeito de Barroquinha, Jaime Veras, ignorou o TCE, a LRF e não efetivou a redução exigida do percentual excedente.


Barroquinha teria de trabalhar no lime de 55,61%, mas extrapolou para 56, 42% no primeiro quadrimestre e 56,07% no segundo. Teria que reduzir 0,85%.


As informações constam no Diário Oficial Eletrônico do TCE. 


Alfinetada


Eis o preço das contratações ilegais dos apadrinhados do prefeito "Jaime Irresponsável Veras": colocou o município de Barroquinha em perigo financeiro, pois poderá ser penalizado, proibido de celebrar convênios e receber recursos do Estado e da União, dificultando ainda mais a prestação de serviços à população.


Alô vereadores da oposição! 


Carlos Jardel