"Arapuca de pegar urubu": decoração do festival junino de Camocim é alvo de criticas e chacota nas redes sociais - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 27 de julho de 2023

"Arapuca de pegar urubu": decoração do festival junino de Camocim é alvo de criticas e chacota nas redes sociais



Mais uma vez, a decoração do festival Junino de Camocim, na Praça de Eventos, onde acontecerá o tradicional chitão, vira motivo de chacota e de críticas de camocinenses nas redes sociais. O objeto não identificado [foto acima], postado por internautas, recebeu o nome de "arapuca de pegar urubu", "manzuá"e "globo da morte".



Os internautas criticam a falta de criatividade e a incompetência da secretaria municipal da cultura e da própria prefeita Betinha, que não investe no festival, seguindo o bom exemplo do município de Granja,  que realizou no último final de semana o maior festival junino do Ceará, com uma temática decoração, encantadora, com a maior e mais linda cidade cinematográfica, dispondo de atores vestidos a caráter da época em que vivei o saudoso Padre Osvaldo Chaves, figura incônica no município: religioso, professor, escritor, poeta, compositor e autor do conhecido poema "Granja dos Séculos".


As críticas que pesam sobre o festival de Camocim - pelo menos nos últimos anos - também denunciam a desorganização do evento, como, por exemplo, a demora de uma banda para outra durante os shows, e a falta de segurança para reforçar o trabalho da Policia Militar. 


Veja mames atuais da decoração deste ano e do ano anterior. Alfinetada em seguida.





Alfinetada


Sem mais nem menos e sem ter o que questionar: Granja tornou-se, nos últimos 10 anos, a referência na região em realização de grandes eventos festivos, destituindo Camocim deste posto.


Sim, Camocim já foi!, já não é mais! Deixou de ser por pura incompetência e por falta de compromisso  e boa aplicação dos recursos públicos. 


Como se explica o fato de Granja ser uma cidade que recebe menos incentivos financeiros, comparados a Camocim, e realiza um mega festival, produzindo cultura, arte, turismo regional, trabalho e renda? 


Como se explica o fato de Camocim, cidade com um dos maiores potenciais turísticos e econômicos do Ceará, o município bem mais assistido financeiramente da região, realizar festivais pobres, não condizente com sua natural capacidade? 


Cabe frisar que a gestão de Camocim é incompetente e irresponsável também na saúde pública, no serviço de limpeza, na infraestrutura, transparência pública dos recursos [nota zero], na gestão dos servidores, criando problemas judicias etc.


Em outras palavras, Camocim não tem crédito moral administrativo que pudesse justificar coisa melhor no momento em questão. Diferente de Granja, que se destaca em saúde, educação, infraestrutura, cultura, urbanismo, limpeza pública e nas demais áreas. 


Carlos Jardel